Acordo deve levar Pé Quente ao comando do Legislativo

82
Vereador João Paulo Pé Quente

Oito anos depois, João Paulo Pé Quente (PSB), pode repetir a história política de seu pai, o vereador Valdir Pé Quente (PMDB), e chegar ao comando da Câmara Municipal. Um pré-acordo em andamento na Casa Legislativa pode alçá-lo na sucessão ao cargo do vereador Zezé do Salão (PRTB).

Com os votos dos vereadores petistas Toninho do PT, Pedro Américo e Carlos Magno, somados ao do pastor Boa­ventura, Tarciano Franco (PRTB), Sandro José (PRTB), Fernando Bandeira (PTB) e Benito Laporte (PROS), Pé Quente teria o apoio necessário para vencer os outros dois concorrentes diretos ao cargo de: Gildo Dutra (PV) e Pedro Loureiro (DEM). Assim a Mesa Diretora estaria composta ainda do vice-presidente Carlos Magno e do secretário Sandro José. Para 2016, se o acordo vingar, Carlos Magno seria o presidente. O vice seria Sandro José.

Na Tribuna, o candidato Gildo Dutra defendeu renovação e uma nova administração da Casa. Em sua fala, Pé Quente voltou a colocar seu nome na disputa e a apreciação de seus pares.

Vereador João Paulo Pé Quente
Vereador João Paulo Pé Quente