Dono da Viação Presidente admite contratação motorista demitido por causa de acidente e antecipa a compra de 15 ônibus seminovos; contrato pode ser renovado para mais 10 anos

20
Motorista Dodô lamentou a posição da empresa na sua demissão inesperada/CORREIO DE MINAS

Eram por volta das 14:55 horas, do dia 15 de maio, quando o motorista Vicente Salvador Guimarães, conhecido carinhosamente por Dodô, como de costume, fazia a linha entre o Morro da Mina ao Paulo VI. Na descida da Rua Ruth de Sousa, no Bairro Museu, ele sentiu que apenas uma das rodas traseiras teria correspondido, percebendo que o ônibus estava com problemas mecânicos.

Em seguida, o veículo ao sofrer um apagão, desviou seu curso e bateu de frente de com um poste. O impacto foi de grande intensidade que ele partiu ao meio. Menos de 15 passageiros estavam no ônibus. “Eu não joguei o ônibus contra o poste. Aliás quem jogou foi Deus, caso contrário não estaria aqui conversando com você. Dos males, o menor”, relatou Dodô .

Com 22 anos de motorista passando antes pela Lafaietense e São Miguel, Dodô conta que sofreu um susto, mas revelou que ficou tranquilo. Foi o próprio Dodô que acionou o SAMU e os Bombeiros. Ele conta que sequer recebeu socorro ou mesmo fora levado ao hospital para avaliar a sua saúde após o acidente “Não me deram qualquer socorro ou ajuda psicológica. Foi um acidente de trabalho e como tal no dia seguinte poderia ter passado mal”, salientou. Além da omissão, o motorista conta que a empresa não respeitou o profissional de mais de 22 anos dedicados de forma exemplar sem qualquer ato que desabonasse sua conduta.

A partir do acidente, as coisas mudaram e a Viação Presidente lhe comunicou que ficasse descansando em sua casa até que fosse novamente que fosse convocado ao trabalho. Dias depois, o motorista recebeu as passagens para ir a Belo Horizonte na sede da empresa, quando lá lhe comunicaram, sem qualquer justificativa plausível, seu imediato desligamento.

Comoção

Sr. Dodô é uma figura simples e carismática. Morando no Bairro Bellavinha, sua demissão casou revolta em Lafaiete. Na Câmara Municipal, o motorista ganhou apoio irrestrito dos vereadores tanto que foi condecorado, pela sua atitude, como o diploma de Honra ao Mérito.

Mais de 6 meses depois da fatalidade, o ex funcionário pode estar com os pés de novo na ex empresa. Ontem (15), o novo dono da Presidente, Marcos de Paula, admitiu  a sua recontratação durante uma reunião com os vereadores onde ele expôs os projetos e mudanças que vão promover a melhoria do transporte público, hoje achincalhado pelos usuários.

Ao ser questionado pelo Vereador Carlos Nem (PP) da sua admissão, diante do clamor popular, e até mesmo baixo assinado pela sua permanência, o proprietário sinalizou positivamente. “Fiquei feliz com esta atitude da nova direção o que demonstra seriedade e humanidade. O motorista foi alvo da falta de manutenção dos veículos e pagou por isso. Tenho certeza que a Presidente vai trazê-lo de volta e resgatar esse erro que a própria sociedade condenou”, disse Carlos na Tribuna da Câmara.

 

Renovação da frota terá 15 novos ônibus e fala em novo terminal

Dono de 50% da empresa, Marcos se encontrou com os vereadores antes da sessão na Câmara Municipal. Ele ressaltou que em média 95% os horário dos coletivos estão sendo cumpridos e a empresa vai renovar a frota este ano com a aquisição de 15 ônibus seminovos com a circulação prevista em novembro. Ele convidou dois vereadores para conhecerem os veículos em São Paulo. Marcos também adiantou o projeto do novo terminal próximo a rodoviária.

Nossa reportagem colheu a repercussão positiva entre os vereadores do anúncio feito pela direção da Presidente. “Ele mostrou muito boa intenção e seriedade”, assinalou o Vereador Fernando Bandeira.

Informações colhidas por nossa reportagem mostra que a renovação, a partir de 2021, por mais 10 anos de exploração do serviço, pode ser prorrogada.

Leia mais:

Motorista demitido após acidente com ônibus da Presidente, relata omissão, desumanidade e desrespeito da empresa

Herói: motorista demitido pela Viação Presidente, após acidente, receberá homenagem da Câmara por evitar possível tragédia

Motorista que jogou ônibus contra poste para evitar tragédia é demitido pela Presidente, mas receberá homenagem dos vereadores pelo ato de heroísmo

Funcionário demitido após acidente com ônibus da Presidente vai ganhar homenagem; andar de ônibus em Lafaiete se tornou risco de morte, alertam vereadores