Taça Congonhas une dois ilustres personagens

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Lúcio de Fátima
Lúcio de Fátima

Foto 3 Lúcio de Fátima Foto iluistrativa do Bangu em seu campo IMG_0623 IMG_0626

 

A Taça Congonhas levou o nome do grande desportista Lúcio de Fátima. O título do Bangu veio com a vitória sobre o Grêmio por 3 a 2 no domingo, 27, no Campo do Esportivo. Dois grandes personagens desta edição, mas também do desporto de Congonhas, contaram um pouco de suas trajetórias nesta reportagem, que serviu também para que eles se cumprimentassem. Ao conceder entrevista em sua casa no Joaquim Murtinho, o diretor de esportes, do Bangu, Lau, fez questão de dizer: “O Lúcio de Fátima é muito importante para o esporte de Congonhas. A homenagem foi muito merecida. Dê um abraço nele por mim”. Já Lúcio, que deu nome à Taça Congonhas, retribuiu o abraço: “Ah, o Lau é uma grande figura do nosso futebol, trabalha muito pelo Bangu. Retribua o abraço para ele, por favor”.

Além de ganhar títulos, Lúcio de Fátima iniciou várias modalidades esportivas em Congonhas

Presente ao Campo do Esportivo na final da Taça Congonhas que recebeu seu nome, Lúcio de Fátima disse que, “apesar da derrota do Grêmio, o sentimento foi de alegria. A homenagem supera tudo. Apesar de ser presidente do Grêmio, o coração não falou mais alto. E sim a razão, era uma competição dedicada a minha pessoa. Então, estou muito feliz pela escolha de meu nome unânime entre as 15 agremiações. Não dei um grito contra ninguém durante a final. Vi uma grande partida, que foi dominada pelo Bangu. São duas grandes equipes que chegaram à final. Durante o Campeonato, vi ainda o Cachoeirinha, o Esportivo, o Laranja Mecânica e os finalistas indiscutíveis jogando muito bem. Teremos um 2º turno de grande nível”, analisou o homenageado.

Lúcio de Fátima agradece à esposa Laura Lúcia, os filhos Leandro (técnico do Grêmio) e Luciano (lateral-esquerdo do Grêmio), o irmão Domingos Costa e os cunhados e toda a família, além dos amigos, que sempre o incentivaram em todos estes anos de batalha em favor do esporte congonhense. “Antes, quando eu era jogador e treinador, eles me acompanhavam. Agora, eu e a Laura é que vamos ao campo para apoiar os filhos”, comenta acrescentando que “ninguém faz nada sozinho”.

O pioneirismo é uma característica deste desportista. Lúcio criou os torneios de escolinhas de futebol de campo, ainda sem pertencer aos quadros da Prefeitura. Quando assumiu o cargo de supervisor de Esportes, no Governo Altary (1987 a 2000), iniciou a escolinha de futsal que deu base para a montagem da Seleção Feminina de Futsal, que venceu o Torneio Regional, com participação dos anfitriões, de Ouro Preto e outras cidades. A Seleção Masculina de Futsal conquistou a primeira medalha (3º lugar) do antigo JIMI (atual Jogos de Minas) em 1998 quando Lúcio era o técnico.

Lúcio de Fátima é também fundador do Praiano, do qual foi jogador nas modalidades futsal (6 vezes vencedor do Torneio de Férias, vencedora de títulos regionais, até em BH) e society, que conquistou títulos também em Conselheiro Lafaiete, Ouro Branco e em Belo Horizonte.

No futebol de campo, atuou como atleta do Mackenzie, Tropicana e Olaria. Em 1984, fundou a equipe de futsal do Grêmio, que disputou o Campeonato Metropolitano. Já em 2003, o filho Leandro e amigos criaram a equipe de campo com o mesmo nome. Com isso, Lúcio, que era árbitro desde 1995, passou a treinador da agremiação de 2004 até 2012, quando venceu a Taça Congonhas. Mas até hoje é seu presidente. O título de maior expressão como treinador foi o da tríplice-coroa de 2007 (Torneio do Desportista, Taça Congonhas e Campeonato de Congonhas). 

Lau também já levantou o caneco e deu nome a ele

Geraldo Gonçalves da Silva, “Lau”, 65, diretor de esportes do Bangu, de Joaquim Murtinho, é outro que já conquistou a Taça Congonhas e deu nome a ela, em 2013. Atual bi-campeão da Taça  Congonhas (1º turno do Campeonato de Futebol Amador de Congonhas), Lau faz de tudo para o time: Prepara o que precisam as escolinhas (de 6 a 17 anos), que disputa os torneios do IMEF, e o time principal. É o responsável também pela manutenção do gramado, vestiário, arquibancada, e, quando necessário, contribui como pintor, aproveitando o material cedido pela Prefeitura.

Foi de Lau também o pedido ao secretário municipal de Esporte e Lazer (SEL), José Lúcio de Castro, para que trouxesse um time profissional para um amistoso com o Bangu, o que culminou com duas pré-temporadas do Villa Nova, de Nova Lima, em Congonhas.

A missão mais difícil é a de torcedor. “Na Taça Congonhas, vi somente o jogo contra o Sociedade Esportiva. O Bangu tomou dois gols e depois fez 9 a 2, no Vila Rica. De resto, fico acompanhando o resultado no final da rodada no rádio ou aguardando alguém, como um jogador ou o Alisson Cleyton (auxiliar-técnico e filho de Lau) me ligar. Nem ouvir os jogos do Bangu que são transmitidos pelo rádio eu consigo. Assim que terminou a final, o Rômulo (treinador) me ligou para dar a notícia. Aí quase desmaiei”, conta.

O Bangu tem como atual presidente Alan Pierre. O time surgiu em 1944. Até 1956, chamava-se Sete de Setembro. Lau lembra que o campo era onde está a BR-040, perto da igreja católica do J. Murtinho. A empreiteira que fez esta rodovia federal trocou a abertura de uma estrada que a ligava com a fazenda do Sr. Luiz de Paula Pedro, onde atualmente fica o Monjolos, por um terreno para construir o atual Campo do Murtinho. Em 2012, o Governo Municipal entregou a obra do campo à comunidade, que em 2015 está recebendo a iluminação.

“Eu sou da Serrinha, município de Entre Rios. Vim para cá há 35 anos. Comecei a jogar no Bangu e parei aos 40 anos. Mas atuei também nos times da Vila São Vicente, no Ideal e no Grêmio da Ferteco”, diz.

Assim que deixou de jogar, Lau começou a ajudar a diretoria do Bangu. “Sou um apaixonado pelo time. Exagero no tempo dedicado aos afazeres lá do campo, até deixo de realizar as coisas aqui de casa”, conta.

A decisão da Taça Lúcio de Fátima

Eurico, do Bangu, fez o primeiro gol, diz que “quem foi ao campo presenciou um grande jogo e limpo também. Nada além do título batia com nosso objetivo”. Caixeta marcou dois gols. “Centroavante tem de fazer gol e fiz minha parte”, comentou.

O presidente da Liga Congonhense de Desporto (LCD), Dedevaldo Paulino, avaliou a competição após a decisão da Taça Congonhas: “Ficamos emocionados pelo grande futebol, com nenhum lance mais ríspido e pela ótima arbitragem. Fizemos uma grande homenagem ao Lúcio de Fátima, um guerreiro do futebol congonhense e já vamos trabalhar para o 2º turno para fazermos uma grande final em dezembro.

O técnico Rômulo, do Bangu, afirmou após a final: “O que o time fez 100% do que pedimos, o banco de reservas também brilhou de novo. Respeitamos demais o adversário, de uma camisa pesada. Deus coroou nosso time. As duas equipes do Murtinho se encontraram na semifinal e fomos felizes de chegar à decisão e vencê-la”.

Já Leandro, treinador do Grêmio, disse que o time entrou um pouco apático, teve o calor (32º), o campo duro, temos é de parabenizar o Bangu pelo título.  O Grêmio teve muita posse de bola, principalmente no segundo tempo, mas não conseguimos finalizar. O Bangu se fechou bem e administrou o jogo na etapa complementar. Temos o título do Campeonato para disputar”, afirmou.

Campanha do Bangu na Taça Congonhas

Fase classificatória: Itacolomi 1 x 2 Bangu, Bangu 3 x 2 Esportivo, Sociedade Esportiva 2 x 9 Bangu, Bangu 4 x 2 Paraopeba

Semifinal: Laranja Mecânica 0 x 4 Grêmio, Bangu 1 x 0 Independente

Final: Estádio Pedro Arges (Campo do Esportivo)

Bangu 3 x 2.

O 2º turno do Campeonato começou neste domingo, 4. Acompanhe todos os detalhes no site timacodapaixao.com.

Incentivo ao esporte e lazer

A Liga Congonhense de Desportos recebe, através de convênio com a Prefeitura, R$ 93.569,00 para a realização dos campeonatos de futebol da cidade. O Governo Municipal de Congonhas é um dos poucos do Brasil que dedicam este cuidado às competições amadoras de futebol. Estes eventos representam lazer para quem participa deles, jogando ou simplesmente assistindo aos jogos.

Fotos:divulgação/SECOM

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *