26 de maio de 2024 05:24

Vereadora afirma que Lafaiete terá posto de coleta de sangue semanal

A discussão de um requerimento, do vereador Chico Paulo (PT), em que cobrava informações ao prefeito Mário Marcus (DEM), acerca da instalação em Lafaiete, pelo Hemominas, do PACE (Posto de Avançado de Coleta Externa), desencadeou uma longa discussão na Câmara. “A informação repassada pelo Secretário de Saúde, Alessandro Pereira, que virá para Lafaiete um posto de atendimento esporádico ou semanal. Mas isso já vai ajudar os doadores que têm de se deslocar até São João del Rei. O local não foi escolhido”, adiantou a vaereadora Carlo Sassi (PSB). “È um absurdo nossa cidade não ter um posto de coleta”, desabafou o vereador Lúcio Barbosa (PSDB).

O vereador e líder do governo, João Paulo Pé Quente (DEM), culpou a gestão pela perda do posto. “Ao que gente conhece a administração anterior disse que não tinha recursos para arcar com o posto de coleta em Lafaiete. Temos que cobrar ao ex secretário de saúde, hoje presidente do conselho de saúde. Havia um posto na Maternidade”, atacou. “Vamos pedir ao presidente que cobre informações dele”, sugeriu Pedro Américo (PT), ao se referir a Roberto Santana, ex secretário de saúde. Pedro afirmou que Lafaiete não terá o PACE já que Barbacena ofereceu condições mais vantajosas para a sua instalação. “O PACE não vem para Lafaiete conforme já disse que o governador Pimentel. Outras cidades se empenharam mais e ofereceram vantagens para a instalação”, pontuou o petista.

O Presidente do Legislativo, Sandro José (PSDB) explicou que o serviço funcionava na Maternidade e devido a custos, o Hemominas tentou repassar ao Município de Lafaiete, que por sua vez, por falta de recursos, não teve como arcar. “O que gente sabe é que o Hospital Queluz está de portas abertas para receber o posto. Falta boa vontade do Estado”, criticou.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade