20 de julho de 2024 20:10

Adolescente morre de meningite e prefeitura aguarda resultados de exames para ações preventivas em Congonhas

Faleceu em Belo Horizonte neste fim de semana a adolescente congonhense Ellen de Andrade, de 11 anos. Ela foi diagnosticada com meningite, levado a UPA 24 horas e em seguida transferida ao Hospital Ipsemg  na Capital Mineira para tratamento depois de contrair a doença na “Cidade dos Profetas”. Ela estuda no Colégio Arcebispo Dom Oscar de Oliveira. Seu falecimento ocorreu ontem, dia 6, mobilizando amigos e familiares e enterro aconteceu no Distrito de Pereirinhas, em Desterro de Entre Rios.

Ellen de Andrade tinha apenas 11 anos e sua morte comoveu Congonhas e a região/Facebook

Nas redes sociais a morte prematura de Ellen Andrade comoveu os amigos e chamou atenção para a prevenção da doença. O colégio onde Ellen estudava fez uma bela homenagem em sua página.

Nota da prefeitura

Em nota a prefeitura se posicionou. “Após a morte de uma adolescente e a internação da irmã dela, esta semana, a Secretaria de Saúde de Congonhas aguarda a divulgação do resultado dos exames realizados em Belo Horizonte para tomar novas medidas necessárias, já que a equipe de Epidemiologia tem se cercado das precauções cabíveis com relação aos familiares, profissionais de saúde e outras pessoas que tiveram contato com a vítima, para o caso de haver confirmação do diagnóstico sugerido de meningite. Esta equipe tem mantido contatos constantes com o hospital na capital mineira.

A vítima fatal foi atendida na UPA 24 de Congonhas e em seguida, encaminhada para o Hospital Bom Jesus, onde apresentou piora do quadro clínico, sendo transferida para o Hospital do Ipsemg, em Belo Horizonte. A irmã dela também passou pela UPA e, em decorrência da gravidade do caso, também foi transferida direto para o mesmo hospital em Belo Horizonte. Informações preliminares dão conta de que o quadro da irmã apresenta melhoras. Os exames desta também são aguardados. A Secretaria de Saúde buscará, de acordo com o resultado dos exames, ações preventivas e até vacinais para a cobertura profilática necessária”.

 

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade