29 de maio de 2024 05:15

13º do INSS começa a ser depositado na terça-feira, 25

Ordem dos repasses a cada um dos segurados leva em consideração o número final do benefício; confira o calendário completo das parcelas.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) antecipou o repasse do 13º de aposentados e pensionistas em duas parcelas devido a pandemia da Covid-19. Os depósitos referentes à primeira parcela começam na próxima terça-feira, 25, e seguem até o dia 8 de junho.

Já os pagamentos da segunda começam no dia 24 de junho e terminam na data de 5 de julho. A ordem dos repasses a cada um dos segurados leva em consideração o número final do benefício, que vai do 1 até àqueles com final 0.

Há dois calendários de pagamento, um para quem recebe até um salário mínimo e outro para quem recebe em folha valor acima do piso nacional. Confira a seguir:

  • Benefícios no valor de até um salário mínimo
Final do nº do benefício1ª parcela (competência maio)2ª parcela (competência junho)
125/mai24/jun
226/mai25/jun
327/mai28/jun
428/mai29/jun
531/mai30/jun
601/jun01/jul
702/jun02/jul
804/jun05/jul
907/jun06/jul
008/jun07/jul
  • Benefícios com valor acima de um salário mínimo
Final do nº do benefício1ª parcela (competência maio)2ª parcela (competência junho)
1 e 601/jun01/jul
2 e 702/jun02/jul
3 e 804/jun05/jul
4 e 907/jun06/jul
5 e 008/jun07/jul

A consulta aos valores pode ser feita pelos segurados através do site ou aplicativo “Meu INSS“. A primeira parcela do 13º do INSS equivale à metade do benefício mensal bruto repassado pelo instituto. Apenas na segunda parcela é que o imposto é cobrado.

A tributação, vale mencionar, varia conforme a idade do beneficiário. Quem possui até 64 anos por exemplo, paga Imposto de Renda se receber valor acima de R$ 1.903,98. Aqueles com 65 anos em diante terão que pagar o tributo caso recebam acima de R$ 3.807,96.

O decreto que antecipa o pagamento do abono anual aos aposentados e pensionistas foi publicado no dia 4 de maio. De acordo com o Ministério da Economia, a previsão é de que a medida injete bilhões na economia do país. Lembrando que a ação não possui impacto orçamentário, sendo apenas uma mudança na data de pagamento do benefício.

FONTE CAPAITALIST

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade