23 de junho de 2024 10:15

Começa hoje a 1ª audiência do cruel assassinato da jovem Thaís

Acontece hoje (21), a partir das 13:00 horas, na Vara Criminal da Comarca de Carandaí, a 1ª audiência no processo que trata do feminicídio que vitimou a jovem Thais Cristina Pereira Gomes.

As testemunhas locais, de Lafaiete e Barbacena prestaram depoimento e a expectativa é que a instrução processual se encerre hoje com a oitava dos citados com o interrogatório do réu, ao final.

Serão ouvidas as testemunhas residentes Carandaí e ainda ficarão pendentes os depoimentos de testemunhas que moram em outras cidades. Nesse caso, elas são ouvidas testemunhas de Conselheiro Lafaiete e Barbacena.

Um dos Advogados dos pais de Thais, informou que a expectativa da família, é que ao final da instrução processual o réu seja pronunciado e levado a julgamento pelo Tribunal do Júri. “Assim ocorrendo, ficará a cargo da sociedade de Carandaí dar uma resposta efetiva sobre esse acontecimento trágico que retirou a vida de uma adolescente que, com certeza, tinha um futuro brilhante pela frente. Infelizmente não há o que ser feito para devolver a vida de Thais. O que resta à família, agora, é lutar para que seja feita Justiça que, nesse caso, seria a condenação do réu pelo crime de feminicídio”, disse o advogado da família da vítima, Pedro Bianchetti.

O caso

O réu Edse Guilherme Pereira Marta foi denunciado pelo Ministério Público acusado de ter matado, com diversas pauladas, a jovem Thais. O fato ocorreu no dia 20 de janeiro de 2021, na parte da manhã, na localidade “Melo”, zona rural do Município de Capela Nova. Segundo a denúncia, Edse praticou o crime se valendo de meio cruel e motivado por ciúmes, baseando-se na condição de gênero da vítima, desferindo-lhe diversas pauladas na cabeça, as quais foram a causa da morte. Se condenado pelo homicídio duplamente qualificado, a pena pode chegar a 30 anos de prisão.

Leia mais

Jovem é morta a pauladas e choca Capela Nova

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade