19 de julho de 2024 22:03

Governador pede parcela maior do auxílio para compensar falta de pagamentos até agora

O governador do Piauí, Wellington Dias, disse na terça-feira (3) que o Congresso pode compensar a falta do auxílio emergencial neste começo de ano liberando uma parcela maior do benefício. A fala foi feita após reunião com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

Segundo Dias, “ficou um vazio” entre os pagamentos de janeiro e fevereiro e a ideia é ampliar a primeira parcela do auxílio assim que ele for liberado e depois reajustá-lo conforme deseja o governo federal. A proposta da equipe econômica é trabalhar com um valor de R$ 250 por quatro meses.

+ IR 2021: quem recebeu o auxílio precisa declarar? Veja o que fazer
+ PIB cai 4,1% em 2020, diz IBGE; menor taxa da série histórica

A nova rodada de pagamentos deve ser definida em Medida Provisória após a aprovação da PEC Emergencial, proposta que dará ao governo a possibilidade de realizar despesas extra sem violar o teto de gastos e mantendo o rigor fiscal.

Mais Notícias

Receba notícias em seu celular

Publicidade