AMALPA comemora 42 anos valorizando seus funcionários

11

A AMALPA está comemorando 42 anos e inicia uma série de entrevistas com os funcionários que ajudaram a associação em uma das mais influentes de Minas Gerais, como também contribuíram para o desenvolvimento dos municípios da região. Leia uma entrevista com Marcus Antônio Lopes Tinoco, Engenheiro da AMALPA há 32 anos (foto).


A AMALPA – Associação dos Municípios da Microrregião do Alto Paraopeba está comemorando 42 anos e tem muito orgulho dos serviços prestados e dos seus servidores, colaboradores da associação. E hoje estamos com o Engenheiro Marcus Tinoco, para falar sobre a importância da AMALPA para nossa região:

Em termos de importância para AMALPA, eu vejo como uma entidade preponderante para o desenvolvimento das cidades de Conselheiro Lafaiete e região, eu que estou como engenheiro mais antigo aqui da AMALPA com 32 anos de serviços prestados. Foi uma excelente ideia, ter uma entidade que atenda as demandas dos municípios. Naquela época, era muito difícil o governo central atender a todas as prefeituras nas suas necessidades, então ao mesmo tempo que descentralizou a relação das cidades com o governo estadual também criou aquela condição de Conselheiro Lafaiete como cidade pólo. A ideia era manter uma equipe de engenharia, topografia, máquinas na sede da associação prestando serviços nas cidades pequenas, onde não teriam condições de manter um corpo técnico deste nível. Foi através da ideia do associativismo, onde os grandes ajudam os pequenos a se desenvolverem.

E eu, na condição de engenheiro, com boa prática na área de arquitetura, a gente vem desenvolvendo projetos seja na área da saúde, educação e urbanismo. Aqui estamos fazendo projetos de posto de saúde, escolas, estradas, pontes, calçamentos, entre outros e é muito comum o governo do estado oferecer verba para bueiros ligados a engenharia pública que aqui a gente desenvolve. Nós ajudamos os municípios a desenvolverem os seus projetos.

Eu queria que você falasse qual a sensação, o prazer de ver um projeto depois, sendo executado pelo prefeito na área da saúde, da educação. A sensação de ter vários projetos prontos aqui na região e que foram projetos de sua autoria:

O que a gente sente é orgulho, quando estamos visitando uma cidade de ver ou até mesmo lembrar esse projeto foi eu que fiz, muitas vezes com minha família em passeio, passa numa determinada cidade e vejo uma obra e falo: foi eu que fiz isso aqui, é muito gratificante.

Você poderia estar colocando qual a importância da AMALPA na vida de um município:

Apesar de hoje ter uma grande demanda de profissionais na área de engenharia, a gente vê que a ação da AMALPA junto as prefeituras se torna mais forte, mais em função da experiência que ao longo desse tempo nosso departamento de engenharia acabou tendo. Um projeto de obra pública, não é simplesmente seguir normas, além das normas a gente tem que ver se será exequível, ou seja, se será prático, se os valores irão compensar e o mais importante, se a obra vai atender a expectativa da população.  Não é estudar as normas técnicas e os livros, e fazer escolas e hospitais, tem que ser feita toda uma análise para atender melhor as demandas dos Prefeitos e dos munícipes.