Andarilhos Queluzianos encerram caminhada e confraternizam nas dependências da Fazenda Albergaria

19

Laércio Rezende Amaral  –  Andarilho Queluziano

Ocorreu no dia 18 passado a nossa penúltima caminhada do ano. Uma caminhada que deixará muitas e boas lembranças a todos os participantes.

Desde o início do mês passado, iniciou-se o planejamento desta caminhada que foi sugerida pelo nosso querido amigo Toninho Noronha. Em contato com a nossa diretoria, ele se dispôs a realizar todos os preparativos para recepcionar o grupo Andarilhos Queluzianos nas dependências da conhecida e bela Fazenda Albergaria. Esta bela propriedade de 40 hectares funcionou até 5 anos atrás como um hotel fazenda de alto luxo e fica situada às margens da antiga estrada União Indústria, 2 Km próxima da sede da Fazenda Lagartixa e a 4 Km do pedágio perto de Buarque de Macedo, ou seja, situada dentro dos limites territoriais de nossa querida Conselheiro Lafaiete. Após a diretoria ter concordado e ter divulgado o planejamento da caminhada, imediatamente, vários integrantes do grupo confirmaram suas participações tendo em vista a curiosidade em conhecer a famosa e requintada Fazenda Albergaria. No prazo final dado ao grupo para as confirmações, concluiu-se que tínhamos naquele momento uma participação recorde em caminhadas. O ônibus, com capacidade para 50 passageiros foi insuficiente sendo necessária a participação de outros carros de apoio no transporte e também no apoio durante o trajeto levando garrafinhas de água ou atendendo alguma necessidade de algum amigo andarilho.

Para muitos que não conhecem nossa região, podem até não acreditar mas temos em nosso território municipal boas opções para caminhadas, ciclismo e motociclismo. Optamos desta vez, por um trajeto ainda não percorrido totalmente, compreendido entre o trevo do bairro Amaro Ribeiro com a BR 040 e as dependências da Fazenda Albergaria.

O primeiro trecho do trajeto foi a Avenida Geraldo Plaza (Bairro Amaro Ribeiro) onde, antes de iniciarmos a caminhada, fizemos a tradicional pose para foto oficial da caminhada com o grupo ostentando as bandeiras da nossa cidade e do grupo Andarilhos Queluzianos. No final da avenida, virando à esquerda, iniciamos o segundo trecho, em estrada de terra, percorrendo divisas de vários sítios. Alguns quilômetros à frente, cruzamos o asfalto de acesso à cidade de Queluzito. Após atravessá-lo continuamos em estrada de terra, antiga Estrada União Indústria. Mais outras belas propriedades rurais às margens da estrada contribuíram para nos encantar e fazer belos registros fotográficos. Como destaque local, surgiu diante de nossos olhos um tapete verde, lindo e vasto característica das plantações de feno da Fazenda Lagartixa que, além desta agricultura possui belas represas e um paisagismo digno de filmes europeus.

Continuando nossa caminhada, cerca de 2 km à frente, entramos em uma estrada vicinal onde, a 300 metros, avistamos a portaria da Fazenda Albergaria que também possui belas propriedades vizinhas.

A fazenda é enorme, como já foi informado acima, e tivemos que percorrer mais 400 metros até chegar na sede da propriedade. Assim, terminou a caminhada que totalizou 14,7 Km realizado em um tempo médio de 2 horas e 50 minutos.

Na Fazenda Albergaria, toda a recepção já estava preparada. Os Andarilhos Queluzianos iam chegando e se acomodando nos ambientes disponíveis. A maioria preferiu ficar na área ao redor da piscina. As geladeiras eram abertas constantemente liberando as bebidas super geladinhas. Pratos com variados tipos de salgadinhos eram distribuídos a todos. As mesas e cadeiras, já totalmente ocupadas, abrigavam os amigos que conversavam alegremente sobre as belezas vistas ao longo do percurso da caminhada bem como do encanto da fantástica Albergaria. Todos visitaram as várias construções existentes como capela, restaurante, hotel, jardins, lagoa e pomar. Apesar do tempo de 5 anos fechada, a propriedade ainda mostra todo o seu glamour quando recebia hóspedes de várias partes do país e até do exterior.

Fizemos uma pausa na confraternização para irmos até a capela onde rezamos e agradecemos a Deus por tudo de bom que conseguimos realizar este ano.

Retornamos à confraternização e, neste momento, já estava sendo servido uma deliciosa comida mineira. Simultaneamente, recebemos, com muita alegria, a presença do nosso já conhecido amigo e cantor Leo Japa que deu mais vida ao nosso encontro com sua bela voz, vasta e bem escolhido repertório ao som de seu encantado violão. Uma breve pausa em sua apresentação foi necessária para as devidas homenagens aos aniversariantes do mês, especialmente ao Pedro Paulo Pinto (Pepê) que aniversariava no dia.

A piscina também passou a ser utilizada por vários participantes. Passando os olhos pelo local, via-se um ambiente de contagiante alegria e descontração.

Foi uma bela tarde. Uma confraternização incomparável. Uma recepção com a marca de um anfitrião conhecedor de como receber bem clientes no ramo de restaurantes – lembram-se da pizzaria Tijolinho? Pois é: Toninho Noronha era o proprietário da famosíssima pizzaria. Ele agora é um profissional corretor de imóveis responsável pela venda de inúmeros imóveis na cidade e região e, especialmente, o responsável pela venda desta famosa e bela Fazenda Albergaria. Interessados podem obter informações através do site antonionoronhaimoveis.com ou pelo celular 99309-1013.

Ao Toninho, dedicamos os nossos agradecimentos e elogios pela gentileza do convite ao grupo em realizar esta penúltima confraternização do ano bem como pela sua dedicação, bom gosto e carinho em todo o planejamento e execução do buffet preparado. Ao grupo Andarilhos Queluzianos, parabéns pela maciça presença garantindo um novo recorde com a participação de 69 pessoas.

Agora, todos nós, aguardamos ansiosamente pelo próximo evento, dia 25 de novembro, quando comemoraremos o 13º aniversário doo grupo Andarilhos Queluzianos. Haverá missa na Igreja Nossa Senhora de Lourdes às 19h00 e, em seguida, o jantar comemorativo nas dependências do Clube Dom Pedro II, mais exatamente no restaurante Dom Pedrito. Até lá e um abraço a todos.