Anjos de Patas -Doença Periodontal

29

(acomete a gengiva e os tecidos de sustentação dos dentes)

4142-DOENCA-PERIODONTAL-EM-CAES-E-GATOS-REVISTA-3Embora muitas pessoas não saibam, os animais têm doenças dentárias tão graves quanto humanos e necessitam de cuidados e tratamentos adequados. Doenças que muitas vezes passam despercebidas pelos tutores, causando aos animais: dor, perda óssea e dentária. A doença odontológica mais comum em cães e gatos é a Doença Periodontal (que acomete a gengiva e os tecidos de sustentação dos dentes). Observe seus sinais: Pus ao redor do dente, mau hálito forte e persistente, gengivas que sangram facilmente, sensibilidade ao redor da boca, o cão está sempre levando a pata ao redor da boca ou esfregando o focinho no chão, gengivas inflamadas (vermelhas), hiperplasia (aumento do número de células), ou recuo gengival, dentes soltos ou caindo, perda de apetite, problemas gastrointestinais, baba excessiva, dificuldade para mastigar ou comer e irritabilidade ou depressão. A melhor maneira de prevenir esta e outras doenças odontológicas é escovação dentária diária.

A Dra. Vanessa G. Ribeiro, CRMV MG 7468, médica veterinária da clínica Pró Bichos nos esclarece informações a respeito e dá dicas de prevenção.

13937020_10211383550610859_2034477028_n
“Meu animal tem mau hálito, isso é normal”?
Toda halitose é indicativa de que alguma coisa não vai bem na boca do seu amigo. Pode ser uma simples gengivite ou restos de alimentos na boca, mas também problemas mais sérios como doenças periodontais iniciais ou mais avançadas, estomatites, entre outros. Um dos únicos casos em que podemos considerar um mau-hálito normal ocorre quando está havendo a troca de dentes de leite para os permanentes (entre 04 e 08 meses de idade).

maxresdefault

A Doença Periodontal está presente em 85% dos cães e gatos acima de 05 anos de idade. Ela diminui a expectativa de vida dos animais.

Tem seu início com o acúmulo de placa bacteriana – uma fina película que se adere á superfície dentária. Com o passar do tempo, essa película se mineraliza devido ao cálcio presente na saliva, formando os cálculos dentários, também chamados de Tártaro.
A primeira reação da cavidade oral é a gengivite (inflamação da gengiva), que quando crônica, pode levar a uma periodontite, provocando a perda dos dentes. Quando se instala a periodontite, as bactérias podem cair na circulação sanguínea, procurando novos sítios (locais) para poderem se instalar. Órgãos como coração, rins e fígado podem ser atingidos por estas bactérias, assim como as articulações. Em casos de Doença Periodontal, cães e gatos acabam vivendo menos do que viveriam se tivessem cuidados odontológicos.

13871715_10211327147880826_76051879_n
Quando já há presença de cálculo dentário, a ação mecânica das cerdas da escova não é suficiente para sua remoção, e então, é necessária a Profilaxia (limpeza) oral feita por um profissional Veterinário. A Profilaxia oral consiste na realização de uma raspagem dentária com curetas e Ultrassom dentário, seguida de polimento dentário.

Como prevenir a doença PeriodontalCOMO-A-1

  • Reserve diariamente um minutinho do seu dia para escovar os dentes do seu amigo. Sempre retribua o seu bom comportamento com um passeio ou um biscoitinho (pet). Nunca o repreenda pelo mau comportamento, ele pode ser traumatizar. Ele vai adorar este carinho.
  • Ofereça uma alimentação baseada em ração de boa qualidade, linhas de rações Super Premium tem em sua composição ingredientes que previnem o problema.
  • Doces e comida caseira geram grande acúmulo de cálculo dentário e devem ser evitados.
  • Petiscos com poder abrasivo também podem ajudar a amenizar o acúmulo de tártaro.

escova-de-dentes-gato-e-cachorro

Como escovar os dentes do meu Pet?

  • A escovação dentária deve ser feita com creme dental próprio de uso veterinário diariamente, mas é preciso saber que a escovação deve ser um momento agradável ao animal e não gerar traumas, medo ou dor. Inicialmente tenha em mente que os cães precisam do chamado reforço positivo, ou seja, o prêmio por um bom comportamento. Então sempre após a escovação dentária, saia para passear com ele, brinque, dê um carinho, um bifinho, etc. o que ele mais gostar, terá mais efeito positivo.
  • Primeiros 15 dias: Treine a manipulação oral, simplesmente faça massagens na gengiva com os próprios dedos e se houver resistência pare e não insista, voltando em outro momento. Se ele permitir a manipulação o recompense por isso.
  • Após a aceitação completa da manipulação oral, é hora de iniciar o uso de um dedal escova, com a finalidade de fazer o animal aceitar um objeto diferente na boca. Siga os mesmos passos, e massageie delicadamente a gengiva e os dentes, recompensando sempre que obtiver sucesso.
  • Nas próximas semanas você poderá usar uma escova dentária de uso veterinário ou se preferir uma infantil de cerdas macias, com delicadeza para não machucá-lo, sem forçar, tente escovar os dentes. Durante um período curto nesta fase já é suficiente e após acostumá-lo bem, aumente este tempo. Lembre-se da recompensa!


PROPORCIONE UM SORRISO FELIZ E SAUDÁVEL AO SEU ANIMAL!
Informe-se: (31) 3763-9093 / Whatsapp: Clínica: 9 9686-2930 | Pet: 9 8770-1737
Av. Furtado 145 – Conselheiro Lafaiete

Fontes: Id Med Vet, Blog do Cachorro e Wikipédia.

13664600_10211327155681021_78763819_n

Por: ULLY DANIELY

[email protected]