Após briga, trabalhador é assassinado em bar e levado ao hospital na viatura da PM

12
Renato Martins de Oliveira (30) autor da facada

De acordo com testemunhas, trabalhadores da Empreiteira CMC, que presta serviços na Vale em Congonhas, que moram em duas repúblicas na comunidade do Pires em Congonhas, no sábado, entram em discussão. O atrito fez com que um deles buscasse uma faca de cozinha voltasse ao bar e desferisse um golpe no peito de outro colega que nada teria com a briga.

Daniel Lucas de Jesus (38), vítima, estaria sentado em uma das mesas quando Renato Martins de Oliveira (30), autor, teria chegado e efetuado o golpe. Acionados por colegas de serviço da vítima, atendentes do SAMU (Serviço Atendimento Móvel de Urgência) teriam informado que não havia ambulância para prestar os primeiros socorros.

Renato Martins de Oliveira (30) autor da facada

Acionados Policiais militares do 1º Pelotão de Congonhas(viatura PAC – Cabos Adriano e Araujo), chegaram ao local e socorreram a vítima na própria viatura, levando-o para o Hospital Bom Jesus. Minutos mais tarde o óbito foi confirmado pela equipe médica de plantão.

Detido quando se escondia atrás de um poste próximo ao bar onde o crime ocorreu, Renato Martins, foi preso em flagrante delito, levado a UPA 24 onde foi lavrado o ACD (Auto de Corpo Delito).

Segundo testemunhas, Daniel Lucas (vítima) ficou caída ao chão cerca de uma hora esperando por socorro. O trabalhador era casado em Contagem e deixa a esposa e dois filhos, uma garotinha de 11 anos e outra de cinco meses segundo seus colegas de trabalho.

Faca apreendida pela PM usada no crime

O autor será levado para a Sede da Delegacia Regional de Segurança Pública de Lafaiete, onde funciona no período noturno os plantões regionalizados.

Lá ele, policiais e testemunhas foram ouvidos pelo delegado de plantão que deverá ratificar o flagrante e enviá-lo para a Unidade Prisional ainda essa madrugada. Além dos militares da viatura PAC, atuaram diretamente nessa ocorrência o CPcia do turno Sargento Vieira e o Cabo Luiz, Grupo Tático Cabos Castro, Diego e Soldado Campos. No COPOM da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (sala de operações) Cabo Diogo e Soldado Amanda.

Texto e Foto: Hilton Rodrigues (cortesia)