Após um período de grandes expectativas, Andarilhos Queluzianos comemoram 15º aniversário do grupo

20

Em novembro de 2004, sob a égide de São Francisco, na orla da Lagoa da Pampulha, o Grupo Andarilhos Queluzianos nasce já predestinado a um futuro de muito sucesso e alegrias. A Lagoa da Pampulha, que faz parte do Complexo da Pampulha, hoje Patrimônio Mundial da Unesco, foi testemunha e palco para um acontecimento tão importante para os 115 integrantes atuais deste grupo.

Reuber, o idealizador do grupo, talvez nem depositasse tanta certeza de que as bênçãos franciscanas fossem também tão divinas. Fundadores do grupo e ainda na ativa, Reuber, Tarcísio, Mário Caetano, Lourinho e Pedro Rosa, movidos pela força que este grupo é capaz de embutir no espírito de cada um de seus integrantes, são modelos exemplares e inspiradores para os demais colegas.

2004 foi ficando para trás enquanto o grupo, caminhando para frente, buscava crescer, conhecer a região, seus costumes, sua gente, interagir com o meio ambiente.

Caminhadas mensais são planejadas para serem realizadas em zonas rurais de nossa região. Elas nos conduzem a um clima de muita alegria e amizade com o prazer da atividade física ao sabor do vento na cara, da poeira no corpo ou o barro nos pés muitas vezes sob chuvas que lavam o estresse da vida cotidiana. Tudo isto tendo o verde da natureza e o cantar dos pássaros como pano de fundo para filmes e fotos que irão povoar nossas memórias.

Nestas caminhadas, ações de filantropia são, para nós, a cereja do bolo. Levar doações de alimentos, calçados e roupas fazem parte do planejamento de várias caminhadas.

Ao fim de cada caminhada, uma merecida confraternização. É ali, naquele momento, que a alegria explode. Abraços, sorrisos, conversas verdadeiras entre amigos, muitas vezes ao som de alguma música, mas sempre ao redor de uma mesa com um bom prato de salgadinhos e comidas típicas mineiras. O que nunca se vê é alguém clicando teclados em busca de conversas virtuais em whatsapp. Assim são os Andarilhos Queluzianos, simples como uma jovem criança que, aos 15 anos, só se preocupa em curtir a simplicidade da vida.

Nestes 15 anos de muito vigor jovem, os Andarilhos Queluzianos compartilham toda esta alegria com suas amadas famílias. É em casa que o ciclo de felicidades se fecha e assim todo o sucesso deste grupo se sustenta.

Este ano, o grupo Andarilhos Queluzianos festejou seus 15 anos de atividades cum muita pompa. Para a festa, até uma camisa social foi confeccionada. Os preparativos foram iniciados 3 meses antes. Uma comissão formada pelo grupo dedicou-se inteiramente através de reuniões, planejamentos e muita ação.

A missa em Ação de Graças, celebrada pelo pároco e amigo Padre Paulinho foi inesquecível. Todos os andarilhos compareceram e se emocionaram com as belas palavras e alusões às nossas atividades que visam cultivar a amizade e a fraternidade.

O início da festa de confraternização foi dedicado a apresentação do histórico do grupo, atividades e homenagens. O amigo José Celso, com sua potente voz de locutor de rádio, comandou o desenrolar do evento.

Inicialmente, foi apresentado ao público presente um vídeo com a retrospectiva dos 15 anos mostrando as caminhadas desde 2004 até os dias de hoje. Registros das principais doações e campanhas filantrópicas também foram mostrados. Foram feitas as devidas homenagens aos atuais caminhantes e esposas e também e não foram esquecidos os saudosos amigos que hoje caminham por lugares divinos.  Homenageamos também os parceiros de sempre como o Clube Dom Pedro II e Prefeitura Municipal.

Antes do jantar, os andarilhos e esposas/companheiras foram homenageados. A eles, foram entregues um singelo porta retrato personalizado e, a elas, um lindo buquê de flores.

O jantar de aniversário jamais será esquecido. Mais de 300 pessoas entre componentes, familiares e amigos prestigiaram o evento. A família Rosa, como sempre, promoveu um banquete delicioso que foi servido ao som da competente e banda Parte do Alto que trouxe muita alegria ao ambiente com direito até a trenzinho de amigos pelo salão.

Foi assim que se encerraram as comemorações do 15º aniversário: de forma simples mas sempre no melhor clima de amizade e tendo a família como a base de todo este sucesso.

Feliz aniversário, Andarilhos Queluzianos. Feliz 15 anos de vida.

Texto: Laércio Rezende Amaral  –  Andarilho Queluziano 

                                                              Fotos: Antônio Andrioni – Andarilho Queluziano