Benito comenta resultado, alerta sobre abuso de poder econômico na campanha e atribui a imagem negativa do PT a derrota

17

Nos mais variados discursos que se sucederam na Tribuna da Câmara, ontem à noite, na primeira reunião pós eleição, grande parte dos vereadores elogiou a postura e performance do vereador Benito Loporte (PROS) nestas eleições. O candidato foi o centro das atenções com afagos, abraços e palavras de conforto. “Você é um ponto de referência política e vai alçar voos mais altos”, elogiou seu colega João Paulo PÈ quente (DEM). Toinho do PT, Zezé do Salão, Sandro José, Gildo Dutra elogiaram determinação do candidato Benito.

Calmo e aparentemente alegre, ao que tudo indica já superando sua derrota, Benito fez um balanço do resultado. Para ele o poder econômico pesou na vitória de Mário Marcus (DEM). Para Benito, os mais de 23 mil votos alcançados por Júlio Barros (PT) nas eleições de 2012 não foram transferidos para a chapa. Ele também atribuiu parte da derrota ao PT.  “Quero agradecer os quase 10 mil. Não falo em derrota mas em acúmulo de experiência que agente soma e leva para a vida e para novas etapas da trajetória política. Foi um aprendizado político como humano que carrego na minha vida”, avaliou.

dscf5771
Vereadores elogiaram a postura do candidato Benito Laporte nas eleições

Questionado sobre as novas empreitadas políticas, Benito esquivou, mas acenou com candidatura, tanto a deputado ou como a prefeito em 2020. “A gente tem política no sangue”, avaliou.

Para ele a derrota no dia 2 de outubro não se compara com que ele viveu nas eleições de 2007 quando obteve 1.480 votos, superando 6 vereadores eleitos, mas a legenda impediu que assumisse uma cadeira na Câmara. “Pra mim isso que é derrota”, comparou.