Caixa Econômica vira alvo de protesto e vereador sugere que clientes e usuários acionem o PROCON e a PM

23
Após críticas de denúncias de mau atendimento, Caixa oficializa que vai transferir para novo prédio/Reprodução
Vereador Pedro Américo cobrou cumprimento da Lei das Filas/CORREIO DE MINAS

O fechamento da agência da Caixa Econômica Federal (CEF) na avenida Mário Rodrigues Pereira, na parte alta de Lafaiete, fez com sobrecarregasse o atendimento da unidade na Melo Viana.

E as reclamações são recorrentes e revoltam clientes e usuários. As filas longas, o atendimento lento e demorado aterrorizam os que precisam dos serviços do banco estatal. Há denúncias de que a agência descumpre o Estatuto do Idoso, como também a Lei das Filas que obriga o atendimento no máximo em 20 minutos. A CEF é a campeã de reclamações.

Como se não bastasse o espaço da agência é por demais apertado e inadequado ao conforto e bom atendimento dos usuários. Na Câmara Municipal por diversas reuniões, vereadores denunciaram a falta de estrutura da agência, incompatível com o movimento local, e má qualidade do serviço prestado. “É uma falta de respeito com as pessoas o que a Caixa faz com seus clientes, sejam idosos que esperam por horas a fio um atendimento. Há pessoas que ficaram na fila por mais de 4 horas, penando, sem alimentação. É uma total falta de respeito como o ser humano e não podemos tolerar”, desabafou o vereador Pedro Américo (PT), sugerindo que as pessoas procurem a Polícia Militar para registrar Boletim de Ocorrência em caso de abuso e descumprimento das leis ou mesmo procurem o PROCON. “Se todos fizessem valer seus direitos a Caixa já tinha melhorando o atendimento”, assinalou Pedro, pedindo que os usuários recolham as senhas de entrada e saída. “Com estes documentos podemos acionar o banco obrigando que ele cumpra e as leis e até mesmo sejam multados”, assinalou.

Resposta

 Em resposta a nossa reportagem a Caixa Econômica Federal esclareceu “que promove readequações pontuais de estrutura física de canais, alinhada à estratégia da empresa, associando diversas soluções de canais de atendimento além das agências, como Unidade Lotérica, Correspondente CAIXA AQUI, Postos de Autoatendimento Eletrônicos, Banco24Horas, Internet Banking, Mobile e 0800, buscando também a maximização da eficiência operacional de forma a garantir a sustentabilidade da empresa, além de preservar o seu papel em nossa sociedade. Quando da necessidade de adequação pontual de canais, os clientes e as unidades são comunicadas com antecedência, como aconteceu na Agência Queluz.

Sobre o tempo de espera nas filas, a Caixa ainda informa que realiza diversas ações para melhoria do atendimento, como acompanhamento do tempo de espera para atendimento nos caixas, divulgação de canais de atendimento alternativos como autoatendimento, internet, mobile, caixa-rápido, rede lotérica e correspondentes bancários. Além disso, a CAIXA revisa permanentemente seus serviços e produtos, priorizando a redução das reclamações e o aumento da solução em todos os canais”.