Câmara e prefeitura se unem para cobrar vagas de emprego das mineradoras, siderúrgicas e Sine’s da região e oportunidades iguais aos trabalhadores e desempregados de Lafaiete

18

Assunto foi levantado pelo vereador Pedro Américo (PT) que criticou o prefeito de Congonhas, Zelinho (PSDB); Câmara e prefeito assinam documento defendo igualdade nas vagas para os trabalhadores de Lafaiete

 

Vereadores defenderam os trabalhadores lafaietenses em vagas em empresas e Sine’s da região/CORREIO DE MINAS
Vereadores defenderam os trabalhadores lafaietenses em vagas em empresas e Sine’s da região/CORREIO DE MINAS

Os vereadores e o prefeito Mário Marcus (DEM) assinaram ontem a noite, dia 24, um documento conjunto em que reforçam o pedido de que as vagas de empregos ofertadas pelas mineradores e siderúrgicas da região, como também nos SINE’s,  ofereçam igualdade de oportunidade aos trabalhadores lafaietense. O ato ocorreu durante a sessão da Câmara.

O ofício, que será encaminhado às empresas, é uma reação a solicitação feita pelo prefeito de Congonhas, Zelinho (PSDB), em outubro do ano passado, pedindo priorização para a contratação de mão de obra de congonhenses pelas empresas. À época, Zelinho reclamou a pouca disponibilização de vagas no SINE para os trabalhadores locais.

Há 10 dias, o requerimento, de autoria do vereador Pedro Américo, reprovado por 10 dos 13 vereadores, repudiava a atitude do prefeito vizinho, retratada como discriminação aos trabalhadores locais e até considerada como ilegalidade. Assim o tema despertou o debate diante do momento de crise e o crescimento do nível do desemprego.

O documento

Prefeitura e Câmara assinaram documento conjunto e mostram alinhamento político/CORREIO DE MINAS
Prefeitura e Câmara assinaram documento conjunto e mostram alinhamento político/CORREIO DE MINAS

Pela segunda vez em visita ao legislativo, em menos de 30 dias e acompanhado do vice prefeito Marco Antônio (PSDB), o prefeito elogiou a iniciativa da Câmara em defender os trabalhadores e reforçou que a causa é conjunta. Ele salientou o alinhamento com Casa Legislativa e disse que assusta o nível de desempregados em Lafaiete. “Recebemos inúmeros currículos e estamos tomando uma atitude em comum com os vereadores o que será uma tônica em nosso governo. Esse é um drama que nos assusta. Por isso vamos procurar os SINE’s e as empresas região levando nossa reivindicação enquanto cidade polo que absorve trabalhadores de toda a região e que se servem de nossos serviços. Será um contribuição social a esta dívida com Lafaiete e seu povo”, relatou Mário Marcus.

O documento assinado cobra oportunidade e não direcionamento das vagas em função do domicílio.

O Presidente da Câmara, Sandro José (PSDB) discursou refletindo de que o emprego é fator que aumenta a auto estima e dignidade do de uma pessoa. Ele não deixou enaltecer a aproximação do governo municipal com o legislativo e alfinetou a posição distante do ex prefeito com os vereadores. “Isso mostra a respeito e a cumplicidade, o que não havia no governo anterior”, comparou.

Visita da Gerdau

O prefeito Mário Marcus revelou em seu discurso que diretores da Gerdau estarão em Lafaiete, ainda esta semana, para uma visita a prefeitura. A princípio a visita seria de cortesia, mas o prefeito já vai cobrar e apresentar o documento a siderúrgica, reforçando a contratação de mão de obra lafaietense. Mário Marcus disse que visitará os SINE’s da região e as empresas como Vale, Ferrous, CSN, VSB e MRS.