Caminhos estimulam o turismo como alternativa econômica e prefeito lança projeto “Lafaiete ao luar”

12

Villas e Fazendas lançara novo roteiro turístico e a prefeitura prepara a instalação Centro de Atendimento ao Turista

Preparar, organizar, planejar e viabilizar Lafaiete e a região para o turismo criativo. Esta foi a palestra ministrada pela jornalista e especialista em marketing, Camila Viana, ocorrido esta semana, no Solar Barão do Suaçuí, promovida pelo Circuito Villas e Fazendas em parceria com a prefeitura, Conselho de Turismo e o Sebrae, sensibilizando e mobilizando as instituições religiosas e civis para participação efetiva na instalação e desenvolvimento do Caminho Religioso da Estrada Real (CRER), a partir da Romaria 550.  “Mais que visitar um local, uma igreja o turista quer vivenciar a cultura, o modo de viver de uma comunidade. Este é o novo modelo de turismo focado nas experiências”, apontou Camila.  A atividade turística é a que mais gera emprego no Brasil e é uma ferramenta para impulsionar a economia com desdobramento tem toda a cadeia, como em serviços. Mas Lafaiete tem potencial para desenvolver o turismo? Este foi um dos questionamentos levantados, mas cidade começa a se despertar esta atividade que pode incrementar o comércio de serviços e bens e preparar um arranjo social e econômico para acolher e desenvolver este segmento econômico, ainda incipiente na cidade.

A palestra promovida focou a preparação e recepção para dois caminhos turístico, cultural e religioso que terá a cidade como parte de seus trajetos.

O primeiro é o CRER que partirá do Santuário de Nossa Senhora da Piedade, Padroeira de Minas Gerais, em Caeté, passando 33 municípios mineiros e 6 paulistas, até o Santuário de Aparecida, Padroeira do Brasil, num percurso de mil quilômetros. Lafaiete está incluído nesta rota. Dia 3 de setembro será dada a partida, do Santuário N. S. da Piedade, chegando, todos juntos, em Aparecida, no dia 9 de outubro, quando será celebrada a Missa solene, de recepção aos romeiros, e o reconhecimento do CRER, como um caminho de romaria oficial para Aparecida. A partir deste evento o Caminho Religioso da Estrada Real estará aberto a todos os peregrinos e turistas que o quiserem percorrer, em qualquer uma das modalidades e em qualquer tempo. No dia 17 de setembro, os caminhantes chegarão a Lafaiete para inaugurar o trajeto no município onde pernoitarão e no dia seguinte eles seguirão para lobo Leite juntamente com 20 lafaietenses. Este será o maio caminho turístico do Brasil que gastou 10 para ser efetivado e em funcionamento. Lafaiete já tem instalados pela cidade inúmeros totens com a sinalização do CRER. No próximo dia 3 de setembro Lafaiete sedia um seminário de Sensibilização e Promoção do Caminho Religioso da Estrada Real (CRER), com a participação de órgãos, entidade, igreja e prefeituras.

Outra iniciativa de roteiro turístico é o “Caminho Mineiro de São Tiago de Compostela” (nome ainda preliminar) que unirá São Tiago a Santa Rita,distrito de Ouro Preto. Onze cidades compõem este roteiro cujo trajeto está sendo georeferenciado. Quatro reuniões entre parceiros, lideranças e prefeitura já foram realizadas para conjuga as ações conjuntas em torno do caminho turístico e religioso.

Caminhos estimulam o turismo como alternativa econômica e prefeito lança projeto “Lafaiete ao luar”/Reprodução

Discussões e projetos

Ao final da reunião houve uma discussão e debate em torno de iniciativas e sugestões em torno do turismo em Lafaiete e região. Entusiasmado como o sucesso do evento Minas ao Luar, ocorrido na Praça do Cristo há 20 dias, o Prefeito Mário Marcus (DEM) lançou simbolicamente um projeto idêntico, o “Lafaiete ao Luar”. “Já pedi ao Geraldo Lafayette para buscar condições para este evento seja promovido com artistas locais e com duas edições anuais. Um seria na Basílica e outro na Praça São Sebastião”, antecipou.

Mário Marcus disse que a cidade está criando condições para desenvolver o turismo com investimentos na cultura, no patrimônio e em eventos.  A prefeitura já está organizando o Natal com novidades para incrementar o evento. Ele também disse que ainda em setembro será reaberto o Museu Ferroviário. O incentivo a feria de artesanato com apoio aos artesãos é também umas das ferramentas que incrementa economia solidária.

Mário disse que o governo o Estado escolheu com o cavalo e o artesanato para classificar e incluir as duas atividades como Arranjo Produtivo Local (APL) que ganharão o reconhecimento público e potencial para o crescimento.

Outra iniciativa será a criação do Centro de Apoio ao Artesanato (CAT), local dotada de infra estrutura para recepcionar o visitante e turista. O CAT será uma parceria entre o Villas e a prefeitura e contará com a exposição do artesanato, história, locais turísticos e informações sobre a cidade e orientações aos visitantes.

Outra iniciativa em curso, antecipada pela gestora Clarissa Alves, é que o Circuito estará lançando os novos roteiros turísticos nas 13 cidades que compõem o Villas e Fazendas, propiciando a vivência no interior rural com trajetos para caminhadas, off Road, ciclismo e cavalgadas.

Outra ação que está em curso em Lafaiete é o estudo para transformar a celebração religiosa da entronização do Sagrado Coração de Jesus, festa comemorada em junho de cada ano, com um patrimônio imaterial.