Capivaras e filhotes no Bananeiras chamam atenção de lafaietenses

18
Capivara1
Curiosos se aglomeraram na ponte para observar uma capivara com dois filhotes alimentando de folhas nas margens do rio

Quem passou pela rua Dr. Campolina, na tarde do dia 6, no Bairro São Sebastião, viu de perto uma cena já bem comum dos lafaietenses: as capivaras passeando pelo rio Bananeiras.

Os curiosos se aglomeraram na ponte para observar uma capivara com dois filhotes alimentando de folhas nas margens do rio. E não faltaram fotos. Os animais são cotidianamente vistos por toda a extensão do Bananeiras.

Capivara

A proliferação de bandos de capivaras na área urbana é explicado pelo ambientalista Ricardo Rocha. Segundo ele, no período de chuvas e um pouco além, as águas ainda estão em bom estado, sem muito esgoto, e há bastante capim às margens muito utilizados na dieta dos animais. “Com as leis ambientais eliminou-se a cultura de matar o animal para servir o prato de muitos caçadores. Agora eles vão descendo ou subindo o rio onde há mais garantia de comida para elas. Assim eles aparecem muito nestes períodos, principalmente na época de chuva. Ali as capivaras encontram tudo o que elas precisam para viver, água em abundância e comida farta”, disse. Ele contou a nossa reportagem que há tempos atrás viu um casal de lontras no  Bananeiras próximo ao Batalhão da Polícia Militar.

Fotos:José Silvestre