Casal vive momentos de pânico nas mãos de assaltantes em Lafaiete

13
taxi
O taxista pediu ajuda na primeira residência que encontrou e acionou a polícia por telefone/Foto:Divulgação

A Polícia Militar socorreu na noite do dia 10 um casal de Conselheiro Lafaiete vítima de assalto no km 195 da rodovia MG-129. Os militares abordavam um veículo naquele local, como parte da operação Lei Seca, quando tiveram a atenção despertada por um barulho nas proximidades que poderia ter sido produzido por um acidente automobilístico.

Chegando ao lugar de onde tinha partido o ruído, observaram uma moto com dois ocupantes partindo em alta velocidade. Ao inspecionar as imediações, descobriram um Chevrolet Ônix branco com placa de Lafaiete (OPW-6810) fora da pista e encostado a uma cerca.

Tão logo se aproximaram, os policiais ouviram gritos de socorro vindos do porta-malas do veículo. Ao abrir o compartimento, encontraram uma jovem de 20 anos. Ainda tensa, ela explicou que estava em companhia do noivo – um taxista de 45 anos – dentro do carro, estacionado em um loteamento próximo ao bairro JK, quando o casal foi surpreendido por dois ocupantes de uma moto escura.

Um era branco e de média estatura, enquanto o outro foi descrito como moreno e magro. Os bandidos, ambos armados, exigiram que o casal saísse do carro. Após trancar o noivo da jovem no porta-malas, um dos marginais assumiu a direção do Ônix e seguiu para uma estrada de terra acompanhado pelo comparsa, que o seguiu de moto. Ali, abriram o porta-malas e agrediram o motorista a chutes e coronhadas, mandando que ele subisse num barranco próximo e não olhasse para trás. Ao mesmo tempo, colocaram a noiva da vítima no porta-malas e arrancaram novamente.

O taxista pediu ajuda na primeira residência que encontrou e acionou a polícia por telefone. Os bandidos fugiram levando dois celulares e R$150,00. O Ônix foi abandonado pelos marginais com avarias diversas.