Cobrança do rotativo tira carros de circulação, mas usuários ainda queixam de falta de informações

7
Missão cumprida: quem diria que em pleno horário comercial a rua Afonso Pena estaria vazia
Ruas rotativo estas (1)
Durante a primeira semana de implantação do rotativo, as ruas principais ficaram bem vazias

Depois de mais de 3 anos desde a sua suspensão judicial, o rotativo iniciou seu funcionamento nesta segunda feira, dia 18, em Lafaiete. A empresa que opera sistema digital é a “TI Mobile” que venceu a licitação. Do total arrecadado, cerca de 30% ficará com o município e o restante com a empresa. Ao todo são em 1.700 vagas na área central de Lafaiete e adjacências.

Nesta primeira semana de operação surgiram inúmeras dúvidas como também críticas, como por exemplo, o pequeno número de funcionários que estão nas ruas para a venda ou recarga. “E seu não tiver celular como vou fazer?”, questionou um lafaietense.

 

Calcula-se que mais de 40% de veículos saíram de circulação esta semana; além do rotativo as férias podem ter colaborado também
Calcula-se que mais de 40% de veículos saíram de circulação esta semana; além do rotativo as férias podem ter colaborado também

Outra situação é que, se o usuário for permanecer no mesmo local por mais de duas horas, a recarga somente poderá ocorrer via celular.

Entre as dúvidas e questionamentos, o rotativo, já na primeira semana cumpriu seu objetivo de retirar os carros de circulação e liberando o trânsito. Nesta semana, o trânsito fluiu com muita tranquilidade. Grande parte das vagas ficou sem uso. Estava muito fácil estacionar, mas tinha que pagar R$2,00 por duas horas e sobraram vagas. Em alguns momentos do dia, até parecia feriado, diante da tranquilidade presenciada.

Paulo Pereira, responsável pelo Departamento Municipal de Trânsito (DMT), informou que no início do mês será assinado um convênio com a Polícia Militar para a fiscalização do trânsito e novos agentes, hoje apenas 8, só poderão ser contratados somente através de concurso público. Ele adiantou que os recursos do rotativo não podem ser utilizados na contratação de mão de obra. Paulo disse que, nos próximos dias, novos pontos de venda do rotativo estarão espalhados pela cidade para facilitar a compra.

Fotos:CORREIO DE MINAS