Congonhas se mobiliza contra o abuso sexual de crianças e adolescentes

11

Congonhas desenvolveu este mês ações que chamaram a atenção para o abuso e exploração sexual de crianças e adolescente. A campanha deste ano realizada na cidade recebeu o nome “Abrace” e  visou a conscientizar a população sobre a necessidade de denunciar os casos de abuso ou suspeita ao Conselho Tutelar ou ao CREAS, com objetivo de que os culpados sejam punidos. Neste dia 18 de maio, Dia Nacional de Mobilização contra o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a praça JK recebeu um evento organizado pelo Sistema de Garantia de Direitos, composto pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar, CRAS Alvorada, CREAS, Projeto Garoto Cidadão da Fundação CSN, Casa de Convivência Dom Luciano e Centro de Apoio ao Menor de Congonhas (CEAMEC).

Durante o evento na praça JK, aconteceram intervenções artísticas que remeteram ao tema do movimento. Os usuários do CRAS Alvorada e o Grupo de Cordas do Projeto Garoto Cidadão fizeram apresentações musicais. Este último participou da interpretação da música “Soldado da Paz”, da banda Cidade Negra, juntamente com usuários da Casa de Convivência Dom Luciano, e ainda contribuiu com a encenação de uma peça teatral. No final, todos se uniram em um abraço de proteção, que é o símbolo da campanha.

Nos dias 2, 4, 9 e 11 de maio foram realizadas encontros de educadores e agentes sociais para o fortalecimento de ações de acolhimento às vítimas de abuso sexual em uma parceria que envolveu a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social (SEDAS), CMDCA e Garoto Cidadão, na sede deste último. 

Diferença entre Abuso e Exploração Sexual

O abuso sexual envolve contato sexual entre uma criança ou adolescente e um adulto ou pessoa significativamente mais velha e poderosa. As crianças, pelo seu estágio de desenvolvimento, não são capazes de entender o contato sexual ou resistir a ele, e podem ser psicológica ou socialmente dependentes do ofensor. O abuso acontece quando o adulto utiliza o corpo de uma criança ou adolescente para sua satisfação sexual. Já a exploração sexual é quando se paga para ter sexo com a pessoa de idade inferior a 18 anos. As duas situações são crimes de violência sexual.

Denúncias devem ser encaminhadas ao Conselho Tutelar pelo telefone 3731-1490 e ao CREAS pelo 3731-1283.