Congonhas será a primeira cidade da região a ter Canil

13

A Administração Municipal está construindo o tão aguardado Canil Municipal, no bairro Plataforma. O funcionamento do espaço, previsto para começar no primeiro semestre de 2017, seguirá as orientações do Ministério da Saúde. O setor de Zoonoses da Prefeitura, responsável pela administração da unidade, irá recolher e avaliar cães e gatos considerados de risco para a saúde da população, além de promover ações para controle da população de animais de rua. Além de cães, o serviço contempla recolhimento e abrigo de gatos, mas não de animais de grande porte, como bovinos e equinos.

canil-municipal-3
Local abrigará pequenos animais

A previsão é que a obra fique pronta no prazo de seis meses a contar de julho, quando a obra foi iniciada. No térreo, haverá recepção, banheiro, copa, lavanderia e DML, salas de espera, de pré-operatório, de paramentação (local em que funcionários vestem roupas apropriadas a fim de evitar a transmissão de microorganismos a outros pacientes), de cirurgia, de pós-operatório, de eutanásia, dos técnicos, áreas suja e limpa, depósito de resíduos e PNE. Já no subsolo, ficarão o canil coletivo (dividido em dois alojamentos) e 19 áreas individuais, além de dois banheiros, depósito de ração e almoxarifado.

A equipe de trabalho será formada por médicos veterinários; auxiliar de veterinário; profissionais responsáveis pela limpeza do local e alimentação dos animais; profissional responsável pela captura e transporte de animais; funcionário de serviços gerais; profissional para a administração; profissional responsável pela vigilância do Canil Municipal, entre outros.

canil-municipal-2
Prefeitura desenvolverá diversas atividades

Controle de cães e gatos

Entre as medidas que serão tomadas com a inauguração do Canil Municipal está a implantação do “Programa de controle da população de cães e gatos de Congonhas”  para controlar o número desses animais. Uma série de atividades está previstas, como recolhimento de animais suspeitos ou já diagnosticados com doenças de relevância para a saúde pública; castração cirúrgica de cães e gatos de rua e domiciliados (por meio de agendamento); eutanásia, quando indicado, de animais de relevância para a saúde pública; vermifugação de cães e gatos de rua; aplicação de vacina antirrábica; triagem de cães para diagnóstico de leishmaniose visceral; e execução de ações para conscientizar a população sobre os cuidados com animais de estimação.

Outros trabalhos já realizados pelo setor de Zoonozes irão continuar, como orientação da população sobre o controle de roedores, pulgas, carrapatos, pombos e baratas, e a vigilância e

prevenção de acidentes causados por animais peçonhentos e venenosos.

Recolhimento de cães e gatos

Conforme o Ministério da Saúde, o recolhimento de cães e gatos das ruas será destinado àqueles considerados de relevância para a saúde pública, ou seja, animais suspeitos de serem vetores e portadores de alguma zoonose que pode ser transmitida à população.

Os animais de rua que não se encaixam neste perfil podem ser atendidos por instituições de proteção e cuidado animal, como a Associação Protetora dos Animais de Rua de Congonhas (APARC), que é parceira do Município.

canil-municipal
Canil está localizado no Plataforma

Registro de cães

Com a implantação do Canil Municipal, os cães de rua serão registrados e identificados com microchip, que terá informações sobre o animal, como cor, raça, pelagem, vacinação, vermifugação, etc. Ele será aplicado na nuca do animal. O principal objetivo desta ação é monitorar a saúde dos animais de rua.

Este mesmo serviço será oferecido aos animais domiciliares. O microchip terá informações não só do cão, mas também de seu

guardião legal (nome, endereço, RG, CPF, telefone, etc). Assim, será possível conhecer e dimensionar as populações de cães e gatos; conhecer os proprietários e seus animais; avaliar o controle do proprietário sobre o animal; e responsabilizar os proprietários pela manutenção de seus animais em seus domicílios para, entre outros benefícios, reduzir o percentual de cães e gatos perdidos ou abandonados nas ruas. Além disso, o guardião poderá ser avisado, caso seu animal seja apreendido e levado ao Canil Municipal.

O Canil Municipal fica localizado à rua Um, n° 35, Plataforma.