Convenção aclama mais um candidato e cenário eleitoral ganha mais uma opção

9
O pré candidato Edie Rezende e seu colega de partido o prefeito de Itaverava Nicolau Carvalho/Foto:CORREIO DE MINAS
O pré candidato Edie Rezende e seu colega de partido o prefeito de Itaverava Nicolau Carvalho/Foto:CORREIO DE MINAS
Convenção escolheu os nomes das chapas majoritária e proporcional/Foto: CORREIO DE MINAS
Convenção escolheu os nomes das chapas majoritária e proporcional/Foto: CORREIO DE MINAS

Ontem à noite, o PTC escolheu a dobradinha Edie Resende, o “gato”, como candidato a prefeito, e seu vice, Claussius Vinicius. A convenção ocorreu na sede do partido no bairro Rosário com ampla participação de seus filiados e simpatizantes.

Gato foi eleito por aclamação.  Dois candidatos disputaram a vaga de vice, mas por votação, Claussisus Vinicius venceu por ampla maioria. Na chapa proporcional foram escolhidos 20 candidatos.

Logo após a convenção, Edie Resende recebeu nossa reportagem demonstrando entusiasmo na escolha e pregando união de seu grupo político em torno do resgate de Lafaiete. “Quero deixar bem claro que nossa candidatura vem sendo articulada há mais de 2 anos. Nosso diferencial com os demais concorrentes é que temos propostas para a cidade e vamos resgatar a credibilidade de nossa classe política e elevar nossa cidade no cenário mineiro. Nos últimos anos nossa cidade perdeu prestígio e nosso grupo representa esta indignação”, disse “gato”.

Edie mora nos Estados Unidos e tem dupla cidadania e durante mais de 15 anos trabalhou naquele país. A sua carreira política começou quase 30 anos atrás. Em 1988, foi candidato a vice prefeito na chapa de Geraldo de Freitas. Em 1994, foi candidato a deputado federal e em 200 disputou uma cadeira ao legislativo lafaietense. Todos os pleitos foram disputados pelo PMDB.

Na plataforma de governo, “gato” escolheu a juventude como foco principal, principalmente na geração de empregos e na implantação de políticas públicas voltadas ao segmento. “Percebo que nossa juventude está abatida e principalmente pela crise econômica. O município pode criar mecanismos e desenvolver políticas para amenizar estes impactos e resgatar a auto estima. Lafaiete tem poucas áreas de lazer e de incentivo aos nossos jovens”, pontuou.

E finalizou: “Deixo meu recado que vamos fazer uma campanha limpa, de alto nível político, dialogando diretamente com a população e todas as comunidades. O povo está precisando de um prefeito que dê carinho, respeito e atenção”.

Convenção Eddi
Grupo parte para colocar a campanhas nas ruas/Foto:CORREIO DE MINAS