Custo do eleitor: Elaine Matozinhos teve o voto mais caro e Marco Antônio o mais barato

13

O voto mais caro foi da candidata a deputado federal Elaine Matozinhos (PTB), de acordo com as prestações de contas dos 13 pretendentes de Lafaiete entregues em dezembro ao Tribunal Regional Eleitoral.

Pesquisa realizada por nossa reportagem dividindo a receita de campanha pelo número de votos que ela conseguiu nas eleições de outubro de 2018 mostra que cada eleitor da petebista custou R$69,55.

Em seguida vem o candidato a deputado federal Antônio Kadar (PTB) cujo custo foi de R$32,43 por eleitor. Em 3º lugar surge a candidata a deputado estadual Selma Carvalho (PHS) que gastou o valor de R$21,55 por voto. Em 4º vem o candidato a deputado federal, Capitão César (PT) com R$11,91/voto e em seguida Giovanny Laporte (PRTB) com R$10,02.

Os mais baratos

De acordo com receita/votação, o candidato a deputado federal, o vice prefeito, Marco Antônio Reis Carvalho (PHS) obteve o menor custo como R$1,17 por voto. Em seguida vem a também candidata a deputada estadual pestista Neuza Mapa com custo de R$1,39 por voto. A candidata a deputada federal, Elisa Lopes (NOVO) teve o 3º menor custo R$1,96 por voto.

Os eleitos

Cada eleitor do candidato eleito Glaycon Franco (PV) custou R$9,15. Já o deputado federal Padre João (PT) gastou R$7,55 por votos.

Custos

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os  16 candidatos com registro eleitoral em Lafaiete, Congonhas e Ouro Branco,  gastaram R$3,313 milhões nos 45 dias de campanha.

Confira os dados na tabela: