Denúncias anônimas e câmeras de segurança levam a identificação de assassinos de Luiz Catarino

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Segundo o delegado, na data do crime, os suspeitos do assassinato de 20 e 26 anos, participaram de um assalto à uma mercearia, no bairro Belavinha e fugiram em uma motocicleta sentido ao local onde Luiz Catarino foi morto. Denúncias anônimas e imagens de câmeras de segurança da mercearia ajudaram na identificação dos acusados de 20 e 26 anos.

O dcelegado Daiel Gomes e equipe de investigadores que comandaram o inquérito e prisões dos assassinos

“Podemos falar com absoluta certeza que se tratou de uma tentativa de assalto. Eles saíram da mercearia, onde roubaram pouco mais de R$ 100 reais em maços de cigarro, desceram o morro, entraram em uma rua de terra onde se depararam com o veículo Celta, da vítima parado na via. Os autores pararam na janela do Luiz e o garupa anunciou o assalto. No momento em que anunciou o assalto o Luiz tentando fugir daquela situação de perigo acabou por acelerar o carro no momento em que o garupa efetuou o disparo. Foi um único disparo fatal que acabou por ceifar a vida de uma pessoa trabalhadora”, explicou Daniel.

inda de acordo com o delegado o condutor da motocicleta de 20 anos, confessou a participação no crime e teceu detalhes de como ocorreu a ação criminosa. Já o jovem de 26 anos é suspeito de ter efetuado o disparo que atingiu Luiz Catarino na nuca. Ambos são conhecidos do meio policial e estão sendo investigados por outros crimes como roubo e tentativa de homicídio. “São pessoas de alta periculosidade que constantemente tumultuam a ordem pública e  agora a Polícia Civil conseguiu tirar eles de circulação”, frisou.

Investigação culminou na prisão de assassinos de Luz Catarino

Os dois acusados irão responder pelo crime de roubo (04 a 10 anos de prisão) e latrocínio (20 a 30 anos). “É satisfação imensa pessoal para toda a equipe da Polícia Civil e principalmente ter o sentimento de ter dado uma resposta para a família da vítima afinal de contas era um homem trabalhador que deixou três filhos sem o pai. Agora eles sabem o motivo pelo qual o pai deles morreu e agente tentou fazer aqui o mínimo de justiça. A gente não pode mudar esse cenário, mas o que a gente pode fazer foi feito que é colocar esses dois atrás das grades”, concluiu o delegado.

Luiz Catarino era bastante conhecido no meio político de Conselheiro Lafaiete. Ele trabalhou com o ex-prefeito José Milton e foi assessor do deputado estadual Glaycon Franco.

texto e fotos: Site Lafaiete Agora/José Carlos Vieira

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *