Desaparecido há mais de 2 anos, familiares encontram andarilho perdido; comunidade acolhe com carinho curitibano descoberto nas redes socias

22

Foi marcada pela emoção a despedida de Daniel Severo da Silva, 39 anos, agora pela manhã em Monsenhor Isidro, no Sobrado, distrito de Itaverava. O irmão, Renildo Severo da Silva  e o sobrinho, Leandro Martins de Oliveira, vieram de Curitiba (PR) e viajaram mais de 12 horas para levar de volta ao seio da família o jovem que estava desaparecido há mais de 2 anos e há 4 dias chegou ao Sobrado quando foi acolhido por membros da comunidade que espontaneamente ofereceram abrigo, alimentação e carinho. Ao longo da permanência no distrito, Daniel despertou a curiosidade dos moradores pelo sotaque e seu jeito introspectivo.

Segundo informações, Daniel é pedreiro e tem dois filhos.  Um distúrbio emocional, com o fim de casamento, seria o motivo que o levou a depressão acentuada, quando já desapareceu por duas vezes.

Daniel (c), junto ao sobrinho Leandro e o irmão Renildo que viajaram de Curitiba até ao Sobrado

A comerciante Anita Lino de Oliveira, conta que Daniel teria vindo de Lafaiete quando chegou ao Sobrado na quinta feira (11). Com certo receio que despertou o andarilho, ela se aproximou dele para conhecer o novo morador. “Foi coisa de Deus.  Quando o vi, procurei saber de sua vida e porque estava aqui. Ofereci alimentação e aos poucos fui conquistando sua confiança. Depois vi que se tratava um homem bom, sem vícios e que estaria com algum problema”, contou Anita lhe ofereceu banho, novas roupas, além de um tosa na barba.

Durante os dias que esteve na localidade, Daniel conquistou a simpatia dos moradores e através de postagens nas redes sociais seus familiares o descobriram morando temporariamente no Sobrado. A comunidade para se certificar quem era Daniel fez uma consulta ao sistema da PM quando foi constatado que ele não tinha qualquer passagem policial e seria um homem de bem. Ele é natural de Catanduvas (PR).

 

 

 

 

Leia também: