Drama de falta de água faz prefeito desabafar nas redes sociais, critica o caos herdado em Lamim e manda construir poço artesiano para amenizar sofrimento do povo

18
Clima político esquentou em Lamim/Reprodução
Prefeito Marcão fez desabafo diante da falta de água em Lamim/Reprodução
Prefeito Marcão fez desabafo diante da falta de água em Lamim/Reprodução

O Prefeito Municipal de Lamim, Marco Antônio de Assis, mais conhecido como “Marcão” tomou uma atitude para amenizar o drama da população com falta de água. Ele determinou a abertura de processo licitatório para a perfuração de poço artesiano de captação de água para garantir o abastecimento para a população e  “diminuir o sofrimento do povo”.

Em mensagem publicada em um grupo do whatsApp ele disse que “está lutando incessantemente desde o dia primeiro para buscar melhorias no abastecimento de água para a cidade”. Ele comentou ainda que “o passo inicial foi dar assistência nos pontos de captação e nos reservatórios onde foi pessoalmente com os funcionários responsáveis e foi feita a limpeza e manutenção de tudo, dos encanamentos e cloração da água…”.

O Prefeito Marcão disse ainda que considera a situação do abastecimento de água de Lamim como “calamidade pública e que pretende construir uma estação de tratamento de água”.

“Estamos lutando incessantemente desde o dia primeiro para buscar melhorias no abastecimento de água pra nossa cidade. Nosso passo inicial foi dar assistência  nos pontos de capitação e nos reservatórios, onde fui pessoalmente junto com os funcionários que são responsáveis pela nossa água . Foi  feita limpeza de tudo . Assistência que não era prestada há vários anos, somando a isso os funcionários são sacrificados e desvalorizados , tendo seus próprios direitos negados !

Além disso fizemos manutenção  nos encanamentos que levam ao sistema de distribuição  , que é muito arcaico . Por fim foi reiniciado a cloração da água !

Há meses água de má qualidade e sem nenhum tratamento estava sendo distribuída para nossa população. Nosso próximo passo será nos inteirar do valor tomado como empréstimo junto ao BDMG, que está bloqueado por irregularidades no projeto de execução. Existe também na câmara de vereadores projeto em tramitação que trata dessa questão (cobre de seus vereadores). Além disso  estudaremos  a melhor saída definitiva para resolução desse problema tão dramático! Consideramos a situação do abastecimento de água de Lamim  como calamidade pública e faremos o possível e o impossível para sanar essa situação! Convoco audiência pública , para que o povo saiba da situação atual que é drástica e para que juntos procuramos resolutividade.

Com dinheiro próprio vamos viabilizar a construção de uma estação de tratamento de água e contrataremos um químico responsável além de darmos condição de trabalho para nossos colaboradores.

A ordem de serviço acima, assinada por mim no dia de hoje, dia 24, é para construção de um poço artesiano que irá momentaneamente diminuir o sofrimento do povo !!!”.