É campeão!! Em jogo de muita confusão, Casa Grande mostra raça, bate Lafaiete e levanta a inédita taça da Copa Amalpa

17
Casa Grande mostrou superioridade e mereceu o título

Em uma partida emocionante, a seleção de Casa Grande sagrou-se campeã da IIª Copa Amalpa, ao vencer na prorrogação por 2 a 1 o time de Lafaiete. O jogo terminou agora a menos de uma hora no Campo do Industrial, em Lafaiete. O clima de rivalidade alimentava os jogadores desde a primeira partida quando, em seus domínios, Casa Grande goleou e esnobou o adversário fazendo 6 a 3.

Como já era esperado, a segunda partida foi antecedida pelas provocações e dentro do campo a disputa foi de muita catimba, empurrra empurra e confusão. No tempo normal, Lafaiete venceu por 2 a 0 e na prorrogação Casa Grande fez 2 a 1 e levantou a cobiçada taça. Na segunda etapa da prorrogação, um tumulto tomou conta dos jogadores com agressões, violência e o jogo ficou paralisado por mais de 25 minutos até a chegada da Polícia Militar para oferecer segurança ao trio de arbitragem.

Casa Grande mostrou superioridade e mereceu o título

Após o apito final a torcida, que lotou o estádio, invadiu o gramado para comemorar o feito junto aos jogadores. Após a entrega dos troféus a festa foi transferida para Casa Grande onde a dupla “Felipe & Nando” embala as comemorações até a madrugada. Casa Grande é pura alegria!

O jogo

Precisando reverter o placar Lafaiete partiu para o ataque, mas na primeira etapa Casa Grande desperdiçou as principais chances até que aos 35 minutos, Felipe, em jogada individual, fez 1 a 0 para Lafaiete. Logo nos primeiros minutos do segundo tempo, o lateral Aislam cruzou para Dudu ampliar para 2 a 0. Aos 35, Felipe acertou um chute no ângulo e Ian salvou o 3º gol de Lafaiete. Aos 44, Tiago, de Casa Grande, perdeu chance que esbarrou na defesa de Gabriel.

Prorrogação

E veio a prorrogação e Lafaiete precisava da vitória. O primeiro tempo foi de poucas chances para ambas as equipes e Lafaiete reclamou muito com o Juiz Antônio Resende, da falta de acréscimos.

Emoção e confusão tomaram conta da partida

Aos 3 minutos da segunda etapa, Charlinho fez 1 a 0 para Lafaiete. Como o placar, o time da casa sagrava-se campeão. Mas dois minutos depois, Rogério empatava a partida incendiando a decisão. Na saída de bola uma confusão tomou conta do jogo com agressões mútuas formando um grande tumulto. Após conter os ânimos, o juiz somente reiniciou a partida após a chegada da guarda municipal. Em seguida chegou o reforço de policiais militares que impuseram respeito e segurança. Tafarel, de Lafaiete, e o sagueiro Diego foram expulsos.

A equipe de Casa Grade mostrou motivação, garra, humildade e foi a melhor equipe da competição

Quase 25 minutos de paralisação, a partida foi iniciada, mas o clima era tenso e os nervos estavam a flor da pele. Em um contra ataque fulminante, Diego fez 2 a 1 para Casa Grande. A partir daí era festa e os jogadores pediam o fim da partida. No apito final, a alegria tomou conta do estádio e Casa Grande levantou a taça inédita e Lafaiete amargou o 2º vice campeonato da Copa Amalpa.

A justiça esportiva foi feita: a melhor equipe foi a campeã.