Equilíbrio marca a rodada do Estadual de Vôlei realizada em Congonhas

17

A parceria Lisboa/Prefeitura de Congonhas venceu o Clube de Campo Fernão Dias (CCFD), de Pouso Alegre, por 3 sets a 2, nesse domingo, 20, na terceira e última partida da rodada inicial do Campeonato Mineiro Feminino Adulto de Vôlei, realizada em Congonhas. As parciais foram de 25/18, 17/25, 28/30, 25/16 e 15/11. O time da casa começou jogando, no Ginásio Poliesportivo Central, com Luciene, Ana Flávia, Sara, Tatiana, Caroline e Marina. Também atuaram Renata, Marcele, Jenifer e Letícia.

O time treinado por Fabrício Santos e o auxiliar Márcio Reis (este técnico das equipes da Prefeitura) se recuperou da derrota da sexta para Itabirito por 3×2 (parciais de 29/27, 21/25, 25/16, 15/25 e 11/15). O CCFD havia derrotado Itabirito por 3×0 (parciais de 25/17, 25/22 e 25/19) no sábado, por isso lidera, seguido do Lisboa/Pref. de Congonhas. As próximas rodadas do Estadual acontecem em dezembro, em Itabirito e em Pouso Alegre.

Após uma derrota e uma vitória, ambas no tie-break, o técnico Fabrício Santos do Lisboa/Pref. de Congonhas avaliou como curto o período de um mês e meio de preparação de sua equipe. “Temos muito a evoluir. Nossa relação bloqueio/defesa ainda tem de ser ajustada, mas neste segundo jogo as meninas demonstraram obediência técnica e nosso bloqueio funcionou. De toda forma, precisamos de mais tempo para a equipe dar liga”, diz.

futsal-congonhas1

Para a jogadora Luciene, de Conselheiro Lafaiete, a partida do domingo foi pesada. “Sentimos a limitação física. Para as próximas rodadas, precisamos estar melhores neste quesito e ainda adquirimos mais conjunto. A região pode esperar de nós vontade”, promete. Sobre a parceria que possibilitou a formação da equipe, afirma: “Com as condições que este projeto do Clube Lisboa e da Prefeitura de Congonhas nos oferece, podemos ir longe, até porque ambos trabalham com a base, o que é muito importante. Esperamos que o município de  Conselheiro Lafaiete siga este caminho”.

A ponteira congonhense Ana Flávia (que já atuou no Sesi-JF, sendo vice do Campeonato Universitário Brasileiro; no Olimplique, de Barbacena; e no time da cidade de Quiçaman, no Estadual do Rio) declarou ter sido ótimo jogar em casa pelo Campeonato Mineiro. “Essas competições em Congonhas servem como espelho para os garotos e garotas das categorias de base. Até porque o nível das partidas foi alto”, salienta.

Mestre e discípulo

A última parida em Congonhas marcou o encontro do técnico Messias dos Santos, do CCFD, com o da equipe do Alto Paraopeba, Fabrício Santos. Messias foi quem revelou Fabrício, quando passou por Conselheiro Lafaiete, comandando os times do Lafaiete Centre Clube, Carijós e atuando como professor de educação física. Duas das atletas do time de Pouso Alegre e filhas do experiente treinador, Karyn e Chrystine, nasceram durante esta passagem pela região.

Os três projetos

As três equipes podem não terem buscado o mesmo caminho gerencial, mas possuem objetivos parecidos, sendo um deles disputar competições de rendimento. Dois deles contam com o apoio da Prefeitura local. O projeto de Itabirito existe há mais tempo é bancado pela Prefeitura com apoio da iniciativa privada. Presente aos dois jogos do time em Congonhas, o secretário de Esportes da cidade vizinha, Alessandro Massaini, disse “a Prefeitura mantém somente quatro jogadoras o ano inteiro. As demais são chamadas nos períodos de preparação para as competições e ficam na cidade até o final das partidas. Esse trabalho tem dado muito resultado. Somos bi-campeões da 1ª Divisão dos Jogos de Minas e já disputamos duas edições da Superliga Nacional B. O projeto contempla também as escolinhas”, lembra.

Alessandro elogiou a Prefeitura de Congonhas pela aquisição do piso da quadra poliesportiva do Poliesportivo Central – produzido em vinílico taraflex e com certificação das federações nacionais e internacionais das diversas modalidades. “Esse piso é fantástico. Determinadas competições exigem uma quadra com esta e, se formos alugá-lo, fica em cerca de R$ 3.500”, diz. Sobre a iniciativa do Clube Lisboa e do Governo Municipal de Congonhas de criarem uma equipe de rendimento, o secretário completa: “Ter uma equipe forte aqui e outra em Itabirito é garantirmos a rivalidade, da qual o vôlei precisa para evoluir. E essa visibilidade que o Campeonato Mineiro nos oferece é importantíssima neste aspecto”.

Já Diego Toledo, gestor de marketing do Clube de Campo Fernão Dias, de Pouso Alegre, quer incluir sua equipe nessa rivalidade. “O CCFD possui três pilares: o institucional que é o clube, a empresa de vôlei, sob responsabilidade do técnico Messias dos Santos, e a empresa de marketing, de minha responsabilidade. Lá no Sul de Minas, além da nossa equipe que também está começando agora, há somente outra em Varginha e um trabalho nesse sentido sendo feito em São Gonçalo do Sapucaí. Então vamos incentivar esta rivalidade saudável, através do Estadual”, sugere. Esta equipe conta três jogadoras de Pouso Alegre, uma de Porto Alegre, duas de Belo Horizonte, outra de São Paulo e mais duas do interior paulista. Em Pouso Alegre, o CCFD possui escolinha para 70 crianças.

Renato Lisboa, do Clube Lisboa, procurou a Prefeitura de Congonhas para viabilizar através de parceria a formação de uma equipe para a disputa de competições estaduais, e a iniciativa começa a produzir resultado. O treinador esportivo da Secretaria de Esporte e Lazer de Congonhas, Márcio Reis, explica o motivo de a Prefeitura ter aceitado o desafio. “A Prefeitura investe na formação de atletas, em nós, treinadores, em ginásios como o Poliesportivo Central, e é importante ver essas jogadoras representando a cidade em torneios de rendimento. Queremos nos tornar referência no Estado, a exemplo do Sul de Minas, Uberlândia e as próprias equipes da capital, como o Minas Tênis Clube, e entrar integralmente no circuito das competições estaduais. Apesar do título na 2ª Divisão dos Jogos de Minas que a Prefeitura de Congonhas conquistou este ano, nossa região está ainda no início de um ciclo, com o que pode contribuir bastante a parceria com o Lisboa”.

Fotos: Divulgação