Equipamentos da Gerdau estavam em péssimas condições, diz sindicato

19

Acidente na usina matou três operários na última segunda-feira (14); sindicato diz que “manutenções são superficiais”

Dois dias após a explosão que vitimou três operários na usina da Gerdau, em Ouro Branco, na região Central de Minas Gerais, o Sindicato de Metalúrgicos de Ouro Branco publicou informativo reclamando das “péssimas condições” dos equipamentos utilizados na empresa.

allan-roger-prado-de-23-anos-e-douglas-eduardo-neto-de-24-nao-resistiram-a-explosao-foto-reproducao-da-internet-facebook
Allan Roger Prado, de 23 anos e Douglas Eduardo Neto, de 24 faleceram no acidente

“Sabemos e já havíamos alertado a chefia da Gerdau Ouro Branco que os equipamentos da empresa estão em péssimas condições e que as manutenções são superficiais”, publicou a diretoria do Sindicato no informativo Tarugo desta quarta-feira (16). De acordo com o sindicato, em julho deste ano a Gerdau e outras empresas da região foram alertadas sobre o “alto número de acidentes” envolvendo os trabalhadores.

De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos, será exigido da Gerdau a criação de uma comissão mista entre a empresa e os sindicalistas para apurar as causas do acidente. A diretoria informou ainda que planeja entrar com ação no Ministério Público do Trabalho caso a Gerdau não aceite a proposta.

O sindicato também vai disponibilizar o departamento jurídico da diretoria aos familiares dos três operários que foram mortos na explosão.