Fechado há mais de 3 anos e abandono, poliesportivo revolta vereadores: “falta mais criatividade ao governo Ivar”

195

Parlamentar denuncia que local é depósito de materiais; Ministério Público também investiga situação do equipamento público

 

A sessão da noite do dia 23 mais uma vez foi marcada pelo tom de críticas à gestão do prefeito socialista Ivar Cerqueira. Oposição e base governista uniram em um só coro contra ao que chamaram de “falta de criatividade” do governo municipal.

A avalanche de críticas iniciou quando os vereadores aprovaram o requerimento de Pedro Loureiro (DEM) em que solicitava informações sobre o abandono do Ginásio Poliesportivo Deputado Agostinho Campos Neto. “Ali mais parece um viveiro de pombos”, lamentou Sandro José (PRTB) que revelou que Lafaiete deixou de sediar um congresso de testemunha de jeová porque o local não oferecia as mínimas condições.

Vereador Pastor Boa Ventura/Foto:Arquivo/Correio de Minas
Vereador Pastor Boa Ventura/Foto:Arquivo/Correio de Minas

 

E os vereadores disparam contra a administração. “O que observo que é diariamente tem gente retirando mercadorias de dentro do ginásio. Precisamos criar uma comissão e visitar o local para sabermos quais as reais condições dele. Ali mais parece um depósito de tudo, menos um local para a prática esportiva, infelizmente”, sugeriu Pastor Boaventura (PSDB). “Lá dentro tem de tudo, cestas de basquete, cadeiras, móveis e até uma academia. Ao que me consta Lafaiete perdeu um projeto do governo federal onde o ginásio seria um semi centro olímpico com diversas atividades esportivas”, pontuou Sandro.

Vereador Sandro José /Foto:Arquivo/Correio de Minas
Vereador Sandro José /Foto:Arquivo/Correio de Minas
Vereador Fernando Bandeira/Foto:Arquivo/Correio de Minas
Vereador Fernando Bandeira/Foto:Arquivo/Correio de Minas

Já Toninho do PT criticou a gestão por incapacidade de aproveitar o ginásio. “A Unipac estava sem local para treinar seus alunos. Com uma parceria com a universidade ela poderia reformar o local em contrapartida a prefeitura cederia o local para atividades da UNIPAC. Vejo que falta criatividade a esse governo. Tudo se justifica pela falta de recursos”, frisou. “A prefeitura já deveria ter procurado a UNIPAC para que a universidade desenvolva projetos esportivos em diversas quadras da cidade. Quem sabe com o uso do poliesportivo a universidade não cederia estagiários para atuar em diversas áreas. Esse governo precisa sair do imobilismo e ser mais criativo”, comentou Sandro.”Nem sempre tudo é dinheiro. Precisamos, concordo com meus colegas, ter mais criatividade”, observou Fernando Bandeira (PTB).O Ministério Público também investiga o abandono do poliesportivo. “Quando aprovamos que este equipamento saísse da responsabilidade do setor de esporte para a pasta da educação acreditávamos que haveria recursos para a sua reforma. O que vimos foi que a prefeitura cruzou os braços e há mais de 3 anos o poliesportivo está fechado. Um absurdo”, cutucou Toninho.

Glauco X Ivar

Promotor Glauco Peregrino/Foto arquivo Correio de Minas
Promotor Glauco Peregrino/Foto arquivo Correio de Minas

Usando do artifício da ironia, o vereador Zezé do Salão (PMN) provocou o governo municipal. “O promotor Glauco Peregrino tem feito mais obras para Lafaiete do que Ivar. Vejam o viaduto, as reformas do castelinho e da estação ferroviária, a restauração da fazenda do Paraopeba. Isso sem contar a reforma da nossa Matriz. Isso é muito mais que o atual governo fez em 4 anos. Quem sabe convocamos o promotor Glauco para assumir a prefeitura?”, insinuou o oposicionista.