Fora do mapa de investimentos: Aeroporto da Bandeirinhas ainda não tem data para a reforma

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Desenvolvimento_Economico_Aeroporto_01
Segundo a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Pública (Setop) afirmou que “não há no âmbito desta Secretaria, no momento, projeto em andamento sobre investimento no Aeroporto Bandeirinhas, em Conselheiro Lafaiete. As informações veiculadas sobre investimentos em aeroportos regionais referem-se ao Programa de Aviação Regional do Governo Federal”/Foto:Reprodução

Mais uma vez Lafaiete não foi contemplada em um programa federal. Dos 33 aeroportos mineiros que receberão investimentos da União como forma de incentivar a aviação regional, por meio do “Programa de Investimento em Logística: Aeroportos”, lançado em 2012, treze se encontram na fase de anteprojeto – estágio final antes da licitação. Os aportes previstos pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) nos terminais do Estado chegam a R$ 815,5 milhões. As informações são da Secretaria, que acompanha o andamento dos projetos. Na última semana, o ministro da Aviação, Mauro Lopes, participou de reunião com o secretário de Transportes de Minas Gerais, Murilo Valadares, e o diretor de Infraestrutura Aeroportuária de Minas Gerais, Marco Migliorini, para discutir o potencial dos aeroportos de pequeno e médio portes de Minas e dar celeridade no encaminhamento de licenças ambientais. Ao todo, 270 aeroportos regionais serão beneficiados em todo o País, mediante aportes de R$ 7,3 bilhões provenientes da União. Minas é o Estado com maior número de aeroportos regionais a receber recursos do programa.

O investimento é oriundo do Fundo Nacional da Aviação Civil (Fnac), composto por taxas e outorgas da aviação, e que só pode ser investido de volta no próprio setor. A contratação das empresas responsáveis pelos estudos e obras é feita diretamente pelo governo federal, sem repasse de verbas a estados e municípios. Os representantes do governo de Minas apresentaram a situação de cada um dos aeroportos. Dos 33 terminais, 13 estão em fase de anteprojeto, quando já está autorizada a elaboração de projeto de engenharia para a licitação de obras no sítio aeroportuário. Para o ministro, as realidades e necessidades de cada localidade brasileira devem receber atenção especial do governo federal nos quesitos mobilidade, navegação aérea, manutenção e modernização de aeroportos, além da gestão e capacitação dos profissionais envolvidos na aviação. Além disso, por meio do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos, a SAC já entregou 10 carros contraincêndio (CCI) para terminais de Minas Gerais. Os aeroportos contemplados até o momento são Araxá, Governador Valadares, Ipatinga, Juiz de Fora, Patos de Minas, Diamantina, São João del­ Rei, Varginha, Divinópolis e Goianá.

Em breve, também devem receber CCIs os aeródromos de Paracatu, Passos e Poços de Caldas. Conforme já publicado, dos terminais que serão beneficiados, 29 são administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e 241 por estados ou municípios brasileiros. A ideia é ampliar a rede aeroportuária do País e garantir que a população esteja a menos de 100 quilômetros de algum terminal.

Nossa reportagem encontrou em contato com Secretaria de Estado de Transportes e Obras Pública (Setop) que afirmou que “não há no âmbito desta Secretaria, no momento, projeto em andamento sobre investimento no Aeroporto Bandeirinhas, em Conselheiro Lafaiete. As informações veiculadas sobre investimentos em aeroportos regionais referem-se ao Programa de Aviação Regional do Governo Federal”.

O jornal CORREIO DE MINAS entrou em contato com a prefeitura para saber o andamento do projeto de reforma e ampliação do Aeroporto Bandeirinhas.

Foto de capa:Reprodução/Fato real

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *