fbpx
22.8 C
Conselheiro Lafaiete
terça-feira, 27 julho 2021
InícioPolíticaGovernador Zema cancela visita a Hospital Regional, mas pernoita em Lafaiete; cidade...

Governador Zema cancela visita a Hospital Regional, mas pernoita em Lafaiete; cidade fica frustrada

A passagem do Governador Romeu Zema (NOVO), na quinta-feira (24), a Conselheiro Lafaiete ainda repercute na cidade. Após cumprir uma série de reuniões, andar pelo centro, em plena campanha eleitoral, ele cancelou, sem uma justificativa plausível, a visita que faria ao Hospital Regional na parte da manhã de sexta-feira (25), sua última agenda em Lafaiete.

Porém a visita, a mais aguardada pela população regional, já que anunciaria a retomada e conclusão da obra, paralisada há mais de 10 anos, foi cancelada.

O fato casou uma estranheza pelo súbito cancelamento e frustração, já que a obra é a principal reinvindicação de Lafaiete e da comunidade regional, lançando dúvidas sobre a conclusão do Hospital Regional, com recursos já garantidos pelo acordo judicial pela tragédia de Brumadinho (MG).

Mas nossa reportagem apurou que o Governador Zema pernoitou em Lafaiete. A informação foi confirmada pela direção dos Hotel Vertentes, situado no Campo Alegre. O Governador e seu staff permaneceram na cidade e estiveram na APAE ainda na sexta-feira, antes de partirem para Ouro Branco e Ouro Preto, fechando a agenda semanal do ciclo de visitas à região.

Ontem pela manhã (25) Governador visitou a APAE de Lafaiete/REPRODUÇÃO

No contexto, ficou sem explicação o cancelamento da visita ao Hospital Regional lançando mais uma vez dúvidas sobre a conclusão do “elefante branco”. “Parece piada. Chegam as eleições e o hospital regional se transforma em meda política. Essa novela é velha”, resumiu o Vereador lafaietense, Vado Silva (DC) ao comentar o cancelamento da visita de Zema às obras inacabadas do hospital. Vado criticou o viés eleitoral da passagem do Governador a Lafaiete.

Acredita-se que o Governador tenha visitado o Hospital já que caminho para a chegada a Ouro Branco.

Agora Lafaiete espera uma explicação pública do Governador. Com a palavra, Zema!

Leia mais:

Mais lidas