fbpx
15.7 C
Conselheiro Lafaiete
quinta-feira, 24 setembro 2020
Início Nacional Governo Bolsonaro deve incluir mais 2 milhões de pessoas no Bolsa Família

Governo Bolsonaro deve incluir mais 2 milhões de pessoas no Bolsa Família

O governo estimou no orçamento deste ano que 13,2 milhões de famílias receberiam o benefício e em 2021 o número chegará a 15,2 milhões.

De acordo com o secretário de Orçamento Federal do Ministério da Economia, George Soares, o número de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família deve aumentar em dois milhões no ano que vem.  

Segundo o secretário, o governo estimou no orçamento deste ano que 13,2 milhões de famílias receberiam o benefício e em 2021 o número chegará a 15,2 milhões.  

Para arcar com o pagamento dos benefícios em 2021, o governo espera gastar R$ 34,8 bilhões. Esse valor representa um de 18,4% aumento em relação aos R$ 29,4 bilhões destinados para o programa neste ano. 

Ainda, de acordo com o secretário, as despesas com a criação do Renda Brasil, que deve substituir o Bolsa Família, não estão previstas no PLOA (Projeto de Lei Orçamentária Anual). No entanto, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou que o aumento no orçamento do Bolsa Família pode ajudar na criação do Renda Brasil.  

Segundo Waldery Rodrigues, os detalhes sobre o novo programa serão divulgados quando o já estiver fechado. “O fato de o Bolsa Família estar com um valor maior ajuda na criação do Renda Brasil”, disse. 

Suspensões que afetarão Bolsa Família durante 6 meses

Você Pode Gostar Também:

A suspensão de revisões cadastrais e de procedimentos operacionais do Bolsa Família e Cadastro Único foi prorrogada por mais 6 meses (180 dias). A decisão foi tomada pelo Ministério da Cidadania.

De acordo com o texto da portaria, a decisão visa garantir o isolamento social durante a pandemia do coronavírus. O texto, publicado no Diário Oficial da União, foi assinado pelo ministro Onyx Lorenzoni.

Ainda existe a “necessidade de continuar evitando aglomerações de pessoas e de evitar que os integrantes de famílias beneficiárias do Bolsa Família, assim como os cidadãos que trabalham em unidades de cadastramento destas famílias, exponham-se à infecção pelo coronavírus (Covid-19)”, consta na portaria.

Revisões suspensas

A averiguação e revisão cadastral, além da aplicação das ações de bloqueio e cancelamento de benefícios, vão seguir suspensos. Também seguirão suspensas as ações de bloqueio de famílias sem informação de acompanhamento das condicionalidades do programa.

O cálculo do fator de operação do Índice de Gestão Descentralizada do Bolsa Família (IGD-PBF) e do Cadastro Único, para apuração do valor de auxílio financeiro à gestão descentralizada nos municípios, estados e Distrito Federal, também seguirão paralisados por 6 meses.(NOTÍCIAS CONCURSOS )

Mais lidas

Helicóptero chega para socorrer vitimas dentro de carro em chamas na BR040

Um acidente de grandes proporções, envolvendo um caminhão e um carro, deixa a BR 040 totalmente travada nós dois sentindo.

Governo autoriza reabertura de escolas de Lafaiete e região. Veja as cidades

Governo do Estado permitiu que todos os municípios contidos na "onda verde" do programa Minas Consciente retomem as atividades presenciais