Ivar cancela carnaval em Lafaiete

106

 

Blocos de Rua devem ser a única atração do carnaval em Lafaiete
Blocos de Rua devem ser a única atração do carnaval em Lafaiete
Secretária de Cultura
Secretária de Cultura

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Não tenho varinha de codão para fazer dinheiro. Prefiro saber que as famílias dos servidores têm comida à mesa do que ouvir batuques nas ruas. Então como sempre foi nosso compromisso com estabilidade financeira não vamos comprometer o nosso orçamento. Não vamos realizar o carnaval por falta mesmo de dinheiro. A crise é o grande vilão”.

Assim expressou o prefeito Ivar Cerqueira (PSB) ao anunciar, em entrevista coletiva, na manhã do dia 13, que a prefeitura cancelou a realização do carnaval de 2016. A principal alegação do mandatário é que faltam recursos. “A nossa realidade não é diferente de tantos municípios que também já tomaram esta atitude para não comprometer os investimentos ou arriscar o endividamos. Nossa linha de conduta é diferente e primamos pela a responsabilidade nestes tempos de penúria que afeta os municípios e a todos nós. Infelizmente, mesmo amando esta festa, tenho que anunciar esta nossa decisão”, ressaltou.

Ivar não deixou de elogiar que a austeridade financeira adotada em Lafaiete foi capaz de promover diversos avanços com sucessivos aumentos salariais aos servidores.

A secretária de cultura, Mauricéia Maia, explicou que nos últimos anos foram investidos cerca R$270 mil (2013), R$300 (2014) e R$260 mil (2015), porém deste o ano passado que o efeito da crise poderia afetar o carnaval de 2016. “Diante desse quadro optamos por abrir um edital para que a iniciativa privada promovesse a festa porém nenhuma empresa manifestou interesse. Então preferimos não realizar este evento”, comentou.

Segundo Maia a prefeitura vai apoiar os blocos com logística e segurança. “Não vamos oferecer palco, som ou banheiros químicos. Vamos sim orientar os blocos para que consigam documentação junto ao Corpo de Bombeiros para seus eventos. Cada bloco devem protolocar seu pedido que vamos orientar em seus projetos juntos aos órgãos oficiais e atém mesmo junto ao Departamento Municipal de Trânsito”, frisou.

A secretária foi questionada se faltou planejamento para a realização do evento. “Olha deste o ano passado viemos planejando o carnaval com sucessivas reuniões com a equipe econômica. Como não houve interesse de empresários do ramo decidimos pelo cancelamento. Foi uma decisão de governo. Inclusive nossos fornecedores iriam ajudar no carnaval, mas preferimos não endividar o município”, destacou. Para ela, por falta de tradição carnavalesca, as empresas preferem investir na realização onde a festa é rentável e atrai grande público. “Lafaiete não tem este perfil”, justificou, citando Ouro Preto e outras cidades.

Mauricéia explicou que reuniu-se com Liga de Carnaval (Lecal), porém a entidade frisou que sem recursos não entrará na avenida.

Fotos:arquivo