Jorge Fonseca: artista plástico lafaietense é indicado para prêmio nacional

17
Artista plástico lafaietense é indicado para prêmio nacional/Reprodução

O artista plástico e designer lafaietense, Jorge Luiz Fonseca, foi indicado para disputar o prêmio PIPA. Jorge Fonseca, criador do “Fiotim – O Museu em Movimento”, é um dos concorrentes entre 52 artistas brasileiros selecionados na categoria on-line. A votação acontece em dois turnos com duração de 8 dias cada. O 1º já está ocorrendo desde o último dia 16 e vai até neste domingo, dia 23 de julho. Apenas os artistas que conquistaram mais de 500 votos no 1º turno passarão ao 2º turno que começa no dia 30 de julho a 6 de agosto. Durante esse período, os visitantes do site devem acessar as páginas dos artistas participantes para votar. Jorge Fonseca já passou do número de votos necessários.

O PIPA Online é uma das 3 categorias do Prêmio PIPA na qual todos os artistas indicados na edição vigente são convidados a participar. A participação não é obrigatória. O vencedor é definido pelo número de votos recebidos em sua página. O objetivo principal é divulgar todos os artistas indicados e a arte contemporânea brasileira através da internet.  O vencedor será o artista que possuir mais votos em sua página ao final do 2º turno. Ele receberá R$ 10 mil. O segundo artista com mais votos receberá R$ 5 mil. Ambos doarão uma obra para o Instituto PIPA (a serem definidas em comum acordo entre os artistas e a coordenação do Instituto). No dia 7 de agosto é o anúncio do vencedor do PIPA Online. No dia 23 de setembro acontece a abertura da exposição PIPA e no dia 26 de novembro o término.

Para votar é preciso ter um perfil no Facebook  http://www.premiopipa.com/como-votar-no-pipa-online-2017/.

Prêmio

O Prêmio PIPA é uma parceria entre o Instituto PIPA e o MAM-Rio (Museu de Arte Moderna). Foi criado em 2010, para ser o mais relevante prêmio brasileiro de artes visuais. É coordenado pela equipe do Instituto PIPA e um dos mais importantes das artes plásticas brasileira. Para participar da votação on line a obra de Jorge Fonseca foi indicada por um Conselho, que é o órgão superior de gestão do PIPA composto por representantes do Instituto PIPA, do MAM-Rio e convidados. É o grupo de pessoas que escolhe quem será indicado ao PIPA, já que não há inscrições para concorrer ao Prêmio.

A missão divulgar a arte, artistas no Brasil estimular a produção nacional de arte contemporânea, motivando e apoiando novos artistas brasileiros (não necessariamente jovens). Além de servir como uma alternativa de modelo para o terceiro setor.

O objetivo do PIPA é premiar e consagrar artistas que já vem se destacando por seus trabalhos, já conhecidos no mercado de arte brasileiro e não para descobrir novos talentos totalmente desconhecidos. É uma premiação. Acontece anualmente e podem participar artistas que trabalhem com qualquer mídia, sem restrição de idade. Não há inscrições para concorrer ao Prêmio. Os artistas são indicados pelo Comitê de Indicação.

Obra de Jorge Luiz Fonseca/Reprodução

A obra

Fiotim é uma espécie de museu|galeria de arte itinerante que viaja o Brasil, parando em praças e áreas públicas do país para levar cultura gratuita para as pessoas.

Criado pelo artista Jorge Fonseca, o local é apresentado pelo personagem “arteiro viajante”, Jorge K. A história é construída com base no museu do Inhotim, conhecido mundialmente localizado em Minas Gerais, na cidade de Brumadinho. Nela, Jorge K, um camelô, visita o museu e encantado, decide reproduzir – à sua maneira – 40 miniaturas do que viu, pois enxerga uma oportunidade de ascender na vida.

Localizado em um trailler, com um anexo de um pequeno parque de diversões – o Everland –  Fiotim tem o ambiente voltado para a interação entre o público e as obras de arte. Uma forma de quebrar paradigmas para se apresentar um museu, conhecer a arte e desenvolver o pensamento crítico através do universo lúdico.

O currículum 

Jorge Fonseca é lafaietense, mas vive e trabalha em Ouro Preto. Ele é representado pela Lemos de Sá Galeria de Arte e indicado ao Prêmio PIPA 2017. Jorge Luiz Fonseca trabalhou como professor do Departamento de Artes da UFJF e diretor de criação e produção de grupos de artesãos. Sua formação artística é autodidata com diferentes vivências e experiências profissionais como: maquinista de trem, marceneiro, designer de móveis, designer de moda e arte-educador. Jorge já participou de inúmeras galerias nacionais.

Site:  <http://www.fiotim.com.br/> www.fiotim.com.br

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes, exclusivamente para o Prêmio PIPA 2017: