Laudo apontará causas do dano ambiental em barragem da Ferro+

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Prefeitura de Congonhas está acompanhando os desdobramentos dos  eventos provocados pela chuva forte que atingiu a cidade e a região na sexta-feira, 20. O Governo Municipal, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, fará, nesta quinta-feira, 26, uma vistoria aérea para verificar a situação e a extensão dos danos ambientais.

A Prefeitura de Congonhas está acompanhando os desdobramentos dos  eventos provocados pela chuva forte que atingiu a cidade / DIVULGAÇÃO

A Ferro+ já iniciou a remoção de sedimentos do dique de contenção, aumentando, assim, sua capacidade de armazenamento de sedimentos no caso de nova precipitação. Com o grande volume de chuva que caiu (aproximadamente 120 mm em 1 hora), a água excedente passou pelo vertedouro, sendo direcionada a uma galeria de transposição da BR-040,  que não suportou a vazão necessária, provocando o alagamento da rodovia.

Em vistoria, a Agência Nacional de Mineração (ANM) garantiu que a estrutura está estável.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Neylor Aarão, o Governo Municipal busca, junto às empresas mineradoras, COPASA e comunidade, uma solução definitiva para o problema de abastecimento de água no Pires, que é recorrente no período chuvoso. Uma reunião já está marcada para esta quinta-feira.

O evento natural também provocou a contaminação por sedimentos nas bacias de captação que abastecem a comunidade do Pires. No entanto, a população do bairro está sendo abastecida, provisoriamente, por caminhões-pipa e galões de água.

Um laudo ambiental deve ser finalizado nos próximos 30 dias e não está descartada a aplicação de penalidades pelo danos ambientais verificados.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *