Liga prepara Taça Vertentes 2019 como o maior número e clubes de sua história

13

A Taça Vertentes poderá ter o maior número de clubes participantes dos últimos anos. Pelo menos 15 equipes manifestaram interesse em participar da competição regional que abre o calendário da Liga de Desportos de Conselheiro Lafaiete.  Ao todo, 16 clubes manifestaram participar de um dos torneios mais charmosos do interior de Minas.40

Em reunião realizada na terça-feira, 19/02, representantes de 12 clubes estiveram presentes: Ferroviário, Flamengo, Flor da Serra, Meridional, Mineiro e Queiróz Jr., de Conselheiro Lafaiete; Aliado e Santanense, de Santana dos Montes; Entrerriense, de Entre Rios de Minas; Nacional de Piranga; Vila Nova, de São Brás do Suaçuí e Casa Grande, da cidade do mesmo nome. Além desses, ainda poderão figurar na competição, Bangu e Itacolomi, de Congonhas; Alto dos Pinheiros, de Cristiano Otoni.

Se na primeira reunião a maioria dos clubes de Conselheiro Lafaiete ameaçava boicotar a Taça Vertentes Metalúrgica, na terça-feira ficou claro que a medida não seria um bom caminho para o futebol da cidade. No entanto é possível que pelo menos seis clubes da cidade confirmem presença na Taça Vertentes Metalúrgica. O presidente da Liga de Desportos, Adjalma Rodrigues Ferreira se demonstrou entusiasmado com a boa presença dos representantes de clubes na reunião. “Vamos ter uma grande competição”, frisou o presidente.

Caso a competição seja fechada com 16 clubes a intenção da Liga de Desportos e dividir os participantes em duas chaves na primeira fase. Com isso os clubes jogariam entre si dentro da chave e ao final da primeira fase passariam a próxima etapa os quatro melhores clubes de cada grupo.

Porém, a definição do regulamento e o número de participantes da Taça Vertentes Metalúrgica sairão na próxima terça-feira, 26/02, às 19h, na sede da Liga de Desportos quando haverá novamente uma reunião com os clubes. A previsão é que a Taça Vertentes Metalúrgica inicie no dia 24 de março.

Taxa de arbitragem

Sem verba para custear a competição, os clubes terão que arcar com as despesas de arbitragem e de transporte para os atletas quando houve necessidade se deslocarem para outro município.

 

Fonte: Lafaiete Agora