Militar da aeronática é acusado de atear fogo em prédio; caso tem ligação com crime passional

18

O incêndio em um prédio na Rua José Felipe Sad (descida dos Correios), na região central de Barbacena, na manhã de domingo (15), pode ter sido intencional. As Polícias Civil e Militar prenderam um homem, inicialmente indicado como sendo um Sub-Tenente da Aeronáutica. Ele está prestando depoimento desde o início da noite deste domingo (15), na Delegacia de Polícia de Barbacena. O motivo seria o fim de um relacionamento.

Segundo informações iniciais, o homem tinha a chave do prédio e foi até a garagem, colocando fogo no carro que pertencia à sua ex-namorada.

PRÉDIO SEM VISTORIA DOS BOMBEIROS – Segundo o Tenente Tomaz, da assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros de Barbacena, foi verificado que o prédio, localizado na rua Rua José Felipe Sad, não possuía o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), documento que certifica que o imóvel apresenta as condições de Segurança contra incêndio e Pânico previstas na legislação. “Na oportunidade o Corpo de Bombeiros salienta a importância que as edificações de uso coletivo, comercial e residencial possuam o devido o sistema de prevenção contra incêndio e pânico de acordo com a legislação Estadual. A Segunda Companhia Independente trabalha diariamente com serviço de prevenção e vistorias no município; em toda a região no ano de 2019 foram realizadas 2140 vistorias em toda área da Unidade”, destacou.

A edificação onde ocorreu o incêndio neste domingo (15) possui 03 andares, 14 apartamentos, sendo que alguns estavam desocupados. Vinte e oito moradores estavam em suas casas e 11 pessoas ficaram feridas, a maioria por inalação de fumaça; duas em estado grave, uma delas é o publicitário Thiago Faria. Helena Pupo Nogueira, de 4 anos, foi encontrada já sem vida pelo Corpo de Bombeiros. Helena era a única filha de Thiago e Juliana Gava.  O prédio foi, preventivamente, totalmente interditado até que seja feita uma nova avaliação, segunda-feira (16). A guarda municipal está no local para garantir a interdição da edificação. Nenhum morador pode entrar no prédio. (Barbacena On Line)