Mulheres que comandam o tráfico são presas em Lafaiete

13

Ontem, dia 31, por volta das 17:30 horas, os militares receberam denúncia informando que duas mulheres estariam realizando o comércio de substâncias entorpecentes no logradouro conhecido por “Linhazinha” e que estas haviam alugado uma residência no Bairro São Jorge.  No imóvel, situado a Rua Maria das Graças, os militares visualizaram o menor infrator (16 anos) acompanhado de uma mulher e quando perceberam a equipe policial seguiram por caminhos distintos, aumentando assim a suspeição sobre a veracidade da denúncia.

Inicialmente apenas o menor foi abordado, ocasião em que ele jogou ao solo um invólucro contendo em seu interior oito pedras bem como uma pedra menor e alguns farelos de substâncias semelhantes a crack. Questionado, ele apenas alegou que pegou os entorpecentes na residência e não sabia precisar se havia mais algum material ilícito no imóvel. Em contato com o proprietário autorizou a entrada da equipe policial para a realização de buscas quando foi encontrada uma sacola contendo duas pedras grandes de substância de crack, uma lâmina de aço gilete e diversos sacolés, comumente utilizados para a dolagem de entorpecentes. Também foram localizados mais dois aparelhos celulares e a quantia de R$ 2,50.

No transcorrer das buscas, a autora (22 anos) compareceu ao imóvel e foi abordada. Em sua posse foi localizado a quantia de R$ 2,50 e dois aparelhos celulares, os quais, como mencionado acima, estavam no interior da casa, além da quantia de R$ 32,00 (trinta e dois reais) em notas diversas. A autora e sua irmã são conhecidas no meio policial por envolvimento com o tráfico de drogas, existindo diversas denúncias oriundas do DDU em desfavor delas. A autora e o menor receberam voz de prisão e apreensão em flagrante, respectivamente, sendo encaminhados até a Delegacia de Polícia juntamente com todo o material apreendido.