fbpx
15.8 C
Conselheiro Lafaiete
sábado, 31 julho 2021
InícioNacional'Não se calem jamais', diz Pamella Holanda após denunciar agressões de DJ...

‘Não se calem jamais', diz Pamella Holanda após denunciar agressões de DJ Ivis

Por hora, uma média de 16 mineiras passam por situações de agressões parecidas com aquelas sofridas por Pamella, ex-mulher de DJ Ivis

Por hora, uma média de 16 mineiras passam por situações de agressões parecidas com aquelas sofridas por Pamella Holanda, ex-mulher de DJ Ivis. A jovem, de 27 anos, foi agredida no dia 1º de julho pelo músico e, no dia seguinte, foi ameaçada com uma faca.

Nessa segunda-feira (12), ela conversou com o colunista Leo Dias, do Metrópoles, e contou que a polícia foi chamada, mas ela só conseguiu registrar a queixa no dia 3, o que impediu o flagrante. No dia 4, a Justiça concedeu para ela e a filha, de 9 meses, uma medida protetiva que mantém o agressor longe.

Pamella disse, nas redes, que não foi a primeira agressão que ela sofreu: “Eu sofria com minha filha, sem apoio até dos que diziam estar ali pra ajudar, que eram coniventes e presenciavam tudo calados. Não se calem jamais! Eu não vou me calar”.

Ajuda

A delegada Kiria Silva Orlandi explicou que, desde 2006, a violência contra a mulher não depende da queixa da vítima. Ou seja, a agressão pode e deve ser denunciada por terceiros. Crenças como “em briga de marido e mulher não se mete a colher”, além de machistas, tendem a deixar a mulher em situação de mais vulnerabilidade.

“Outras pessoas devem denunciar. A violência começa leve e vai se tornando mais grave. Não devemos esperar chegar ao feminicídio”, explicou.

Grávida

Pamella revelou a Leo Dias que a primeira agressão ocorreu quando ela estava grávida de cinco meses. Na última violência, a mulher que aparece nas imagens é a mãe dela. A filha do casal, de 9 meses, estava no local.

Demissão e repúdio

Políticos se manifestaram com relação às agressões sofridas por Pamella Holanda. O governador do Ceará, Camilo Santana, classificou a atitude de DJ Ivis como “repugnante e inaceitável”. Ele determinou apuração “rápida e efetiva ao caso”. O prefeito de Fortaleza, Sarto Nogueira, afirmou que a violência contra a mulher é inadmissível. 

Já Xand Avião anunciou que DJ Ivis não faz mais parte da produtora Vybbe – que administra a carreira de artistas como Zé Vaqueiro, Nattan e Priscila Senna

O que diz DJ Ivis

Após a divulgação das imagens, DJ Ivis informou ao G1 que o casal havia terminado: “Infelizmente não temos vivido uma relação saudável há algum tempo e já faz uma semana que estamos separados de fato”. Já em um vídeo, ele confirmou as agressões e disse que estaria sendo ameaçado, mas não detalhou as ameaças. A defesa dele pediu à Justiça que proibisse Pamella de comentar sobre o assunto, já que envolve um bebê, mas o pedido foi negado. 

Números de violência doméstica contra a mulher em Minas Gerais 

2018 – 147425
2019 – 150871
2020 – 144189
2021 (até maio) – 58405


Média por dia –  387
Média por hora – 16

Quem pode denunciar?

Qualquer pessoa que presenciar a violência contra a mulher pode chamar a Polícia Militar, ligando 190. O crime, desde 2006, não depende da representação (queixa) da vítima. Caso você saiba de algum caso em que a vítima viva em uma situação de agressões constantes, a denúncia pode ser feita pelo 181, ou pelo 180.

Fontes: Polícia Civil, Sejusp e O Tempo

Mais lidas