Pai é preso após confirmação de maus tratos com cabos de vassouras, cintos e bambu e filha desparecida é encontrada pela Polícia Civil

10
Residência onde aconteciam as constantes agressões/Divulgação

O fato, inicialmente, chegou ao conhecimento da Polícia Militar, que foi acionada para registrar uma ocorrência do suposto desparecimento de uma das filhas de E.M.C.. Após comparecer ao local, os policiais verificaram possível situação de maus tratos, acionando o Conselho Tutelar do município, que já prestava assistência à adolescente, a qual apresentava lesões corporais e relatou que fugiu da residência devido às constantes agressões do genitor.

Foram localizados pelos policiais os demais filhos de E.M.C., que também apresentavam lesões corporais decorrentes das agressões físicas do pai, ocorridas em datas anteriores.

Residência onde aconteciam as constantes agressões/Divulgação

Na Delegacia, os menores foram submetidos a exames de corpo de delito, sendo confirmadas as lesões. A Polícia Civil representou à Justiça Criminal pela prisão preventiva de E.M.C., pois também restaram evidências de que ele, de forma reiterada e sob o pretexto de corrigir seus filhos, utilizava-se de segmentos de cabo de vassoura, pedaços de bambu e cintos para castigá-los, submetendo-os a intenso sofrimento físico e mental, mediante violência, atos que podem caracterizar crime de tortura e que estão sendo devidamente investigados pela Polícia Civil.

Ao ser interrogado, o suspeito informou que possui a guarda das crianças e da adolescente, negando as agressões relatadas por eles.

Não há informações de que haja exploração sexual dos menores. Algumas das crianças estão sob a guarda de familiares em Belo Horizonte e outras em entidades sociais do município até decisão da Justiça.

O episódio envolvendo suposto cárcere privado por parte da companheira do investigado, não tem relação com o referido fato.

Arma de fogo

Na residência do suspeito foram apreendidas pela Polícia Militar uma arma de fogo e munições. E.M.C. foi autuado em flagrante delito pelo crime de posse irregular de arma de fogo.

Durante interrogatório na Delegacia, um dos envolvidos na ocorrência admitiu possuir arma de fogo. Em ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar foram apreendidas mais duas armas de fogo e munições em residência vizinha, sendo o suspeito também autuado em flagrante.

Arma apreendida pela PM/Divulgação