Para José Milton, dobradinha com Glaycon Franco é prioridade como ocorreu em 2006 e pode ser a redenção política de Lafaiete e região

26
Ao lado de sua esposa Selma Rocha, José Milton confirmou a sua candidatura a Deputado Federal no último domingo/CORREIO DE MINAS

O pré candidato a deputado federal, o tucano José Milton, disse a nossa reportagem que a sua prioridade é fazer uma dobradinha com o deputado estadual Glaycon Franco (PV) como ocorreu em 2006. Naquela eleição Milton chegou a suplência à Câmara Federal com 61.094 votos. Já Glaycon Franco também ficou na suplência na Assembleia de Minas.

Após a convenção, ocorrida ontem pela manhã, dia 19, quando se elegeu o novo presidente da sigla em Lafaiete, José Milton fez uma análise do quadro municipal e regional e suas chances para chegar a Câmara Federal.

Segundo ele, o fato de Glaycon Franco estar na base do governo e teoricamente seu partido possa apoiar a reeleição de Pimentel (PT) não vai interferir em uma eventual dobradinha “Claro que vamos estar lado a lado no grupo contrário ao governador. Mas acredito que quadro sucessório não vai atrapalhar o desejo dessa união, já que por diversas vezes fiz dobradinha com candidatos que apoiavam outra chapa a corrida estadual. Em cada região a realidade é diferente”, frisou.

José Milton disse que aguarda uma sinalização do deputado para iniciar os entendimentos políticos visando uma dobradinha. “A nossa cidade região anseiam por este acordo para tentarmos afastar os oportunistas. Em 2006 eu priorizei esta dobradinha a não ser que ele queria trilhar outro caminho”, assinalou o ex prefeito.

Afastado da política partidária desde que deixou a prefeitura de Lafaiete, em 2012, quando seu desafeto, Ivar Cerqueira o sucedeu, José Milton já vislumbra o apoio de inúmeros grupos políticos na região e outras cidades de Minas. A perda de base, segundo José Milton, não será entrave na busca de votos. “Em todas as cidades há grupos políticos e há espaço para nossa candidatura. Vamos conversar com todos para resgatar e ampliar nossa força política e reorganizar nossa base”, assegurou. “Em 1998 fui eleito deputado estadual sem apoio de qualquer prefeito e agora temos um arco de ainda maior de projeção e inserção em todo o Estado”, comparou que à época era vereador em Lafaiete.

Muito prestigiado na convenção José Milton ganhou apoio e elogios de seu retorno a atividade política, inclusive sua esposa, a médica Selma Rocha, chancelou apoio irrestrito a sua candidatura. “Ele é um líder nato e vai entrar na Câmara para ajudar as pessoas”, destacou.

A volta de José Milton mexe na geografia política regional já que seu nome é respeitado na região e tem força para agregar e arrastar adesões e apoios. José Milton foi duas vezes deputado estadual e em 2002 obteve 42.337 mil votos.

Como prefeito eleito, em 2008, ele chegou a presidência da Associação Mineira de Municípios, (AMM) uma das maiores entidades representativas dos prefeitos no Brasil, cargo que ampliou sua visibilidade em todas as regiões do Estado. “Vamos fazer uma campanha de alcance estadual, mas focados em ampliar a representação de Lafaiete no cenário estadual e federal”, finalizou.

Positiva

O prefeito classificou como positiva a gestão de Mário Marcus (DEM). “Por enquanto ele está se dedicando a organização interna e colocando a cidade em ordem”, afirmou.