Pedágio na 040 será reduzido até definição de nova cessão

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Com a instauração do processo de devolução da BR–040 anunciado no início desta semana pela concessionária Via 040, a rodovia terá o pedágio reduzido. Isso vai ocorrer porque a empresa não terá mais a obrigação de fazer grandes investimentos na estrada, como as obras de duplicação, e vai precisar apenas manter serviços essenciais, como socorro mecânico e médico, até a realização de uma nova licitação, prevista para os próximos dois anos. Enquanto isso, o governo federal realiza estudos que vão formatar a próxima concessão – a previsão feita pelo diretor geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, é de que a empresa precise construir o “contorno de Belo Horizonte”, sem, contudo, especificar o que seria a obra.

A determinação da queda da tarifa de pedágio, que atualmente custa R$ 5,30 para automóveis, foi feita por Bastos. Ele afirmou que a Via 040 não iria conseguir manter a concessão, mesmo se o governo já tivesse publicado a Medida Provisória (MP) que vai permitir que os prazos para a conclusão das obras de duplicação sejam ampliados dos atuais cinco anos para 14 anos. “Estava muito difícil. A devolução foi a melhor opção”, afirmou Bastos.

A Via 040 anunciou o retorno de 936,8 km da BR–040, de Brasília a Juiz de Fora, na Zona da Mata, na última segunda-feira, como resultado dos impactos da crise econômica do país.

A desistência da concessão ocorreu por meio da relicitação, mecanismo que permite a extinção amigável de contratos e a realização de nova cessão.

Segundo a ANTT, caso a devolução se concretize, será necessário recalcular a tarifa de pedágio, visto que os investimentos impactantes anteriormente previstos, como a duplicação de mais de 700 km, são suspensos. No entanto, não há data nem valores definidos.

Para o especialista em trânsito João Luiz da Silva Dias, o valor do pedágio precisa cair muito. “Tem que ser feito um balanço do que foi cobrado pela concessionária ao longo dos anos e dos investimentos que ela fez, que foram mais em praças de pedágio do que em duplicação”, afirmou.

Segundo ele, a tarifa é muito elevada se comparada com a da Fernão Dias, que liga São Paulo a Belo Horizonte. A via é duplicada e o valor-base do pedágio é R$ 2,10.

Cessão

A União já está realizando estudos que vão apontar a melhor alternativa para a nova concessão. Uma ideia é juntar o trecho devolvido a outro fragmento da BR–040, de 180 km de extensão, entre Juiz de Fora e Rio de Janeiro, atualmente administrado pela Concer e cujo contrato vai vencer em 2021.

De acordo com o diretor da ANTT, Jorge Bastos, a proposta é válida porque o segmento é bastante movimentado, com uma média de 40 mil veículos por dia, e gera boa receita. No entanto, como a junção dos dois trechos poderia resultar em uma concessão longa demais, há também a possibilidade de se oferecerem segmentos menores.

Outra novidade anunciada pela ANTT é a necessidade de o novo concessionário construir o “contorno de Belo Horizonte”. O órgão, porém, não soube explicar se se trata do Rodoanel, projeto que visa retirar parte dos veículos de carga que trafegam na área urbana da capital.

Resposta. Definição. Sobre a questão do pedágio, a Via 040 informou que o formato, o parâmetro e o prazo relacionados ao processo de devolução da rodovia ainda serão definidos pelo governo. (Com agências)

Saiba Mais

Contrato. A concessão do trecho à Via 040 começou em março de 2014, com prazo de 30 anos. O contrato previa a realização de obras de recuperação e manutenção, serviços operacionais, conservação e aumento de capacidade, incluindo a duplicação de mais de 700 km. Somente 73 km foram duplicados, sendo 21,7 km em Minas. No entanto, dez das 11 praças de pedágio instaladas há mais de dois anos pela empresa estão no Estado.

Relicitação. O mecanismo foi criado pela Lei 13.448, sancionada em junho deste ano. A legislação prevê que, ao devolver a concessão, como quer a Via 040, a empresa não precisa pagar multa ao governo e pode ser indenizada pela nova concessionária pelos investimentos realizados.

MP. A Medida Provisória que vai ampliar os prazos de duplicação de cinco para 14 anos pode ser publicada ainda nesta sexta-feira (15).

Fonte: O Tempo

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *