Polícia Civil implanta serviço de agendamento on line para emissão de identidade

36
Agendamento on line começa no dia 24 e vai facilitar a vida dos cidadãos

A Polícia Civil em Conselheiro Lafaiete informa que a partir do dia 24 de setembro de 2018 será implementado o agendamento on line para a emissão da carteira de identidade.
O objetivo é oferecer mais conforto, comodidade e acessibilidade aos interessados na emissão da identidade, que não precisam aguardar o agendamento que ocorria nos dias úteis, gerando filas na sede do 1º Distrito Policial.
O agendamento ocorrerá todos os dias, a partir das 9 horas, por meio do site www.mg.gov.br/agendamento. Serão abertas vagas para a semana seguinte ao agendamento. As vagas ficarão disponíveis até serem totalmente preenchidas.

Agendamento on line começa no dia 24 e vai facilitar a vida dos cidadãos

No horário previamente agendado e de posse da documentação necessária, os cidadãos deverão comparecer ao Posto de Identificação da Polícia Civil, localizado na Praça Pimentel Duarte, s/n, Centro, em Conselheiro Lafaiete, para a emissão do documento.
Para a primeira via da carteira de identidade deverão ser apresentadas duas fotos 3×4 recentes, bem como original ou cópia autenticada em cartório da certidão de nascimento ou de casamento, conforme o caso.
Para requerer a 2ª via do documento, o solicitante deverá efetivar o pagamento de uma taxa, atualmente no valor de R$32,51, por meio de guia expedida pelo site www.mg.gov.br.
O interessado que desejar constar na carteira de identidade os números do CPF, PIS ou PASEP, deverá apresentar os documentos originais correspondentes. O menor de dezesseis anos precisa estar acompanhado de pai ou mãe, ou, na falta destes, de seu representante legal.
A pessoa com dificuldade de locomoção, por doença ou incapacidade física, poderá ser atendida na residência, desde que um familiar maior de dezoito anos compareça ao Posto de Identificação da Polícia Civil portando o atestado médico comprobatório e preencha o requerimento próprio para solicitação. No caso do cidadão hospitalizado, a identificação pode ser requerida pelo Serviço Social da própria Unidade Hospitalar.
A data da entrega será informada no ato da solicitação da confecção do documento.