Prefeito leva puxão de orelhas, é advertido pela falta de diálogo e vereadores detonam sua assessoria por erros

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Ivar ouvi
Durante mais de 2 horas Ivar ouviu atentamente e em silêncio as críticas, os lamentos, as denúncias e os desabafos dos vereadores contra seu governo que culminaram na instalação da Comissão Processante

A sessão extraordinária, ocorrida ontem, dia 23, para julgamento final de denúncia contra o prefeito Ivar, não só foi de elogios pela retidão do prefeito Ivar no comando da administração. Os 4 vereadores que votaram pela cassação, como também grande parte que discursou, direcionaram suas críticas a sua assessoria e a culparam pelos erros no governo.

O distanciamento e falta de diálogo foram consenso nos discursos. Em alguns momentos de sua fala, o prefeito reconheceu seus erros.

Certos discursos soaram com um desabafo contra o prefeito, já que alguns deixaram a base criticando a intolerância e a prepotência do governo, principalmente vindo de alguns assessores. “Eu mesmo defendi o governo logo no início e levei críticas aqui da população. O que a gente percebe que nada disso aconteceria se houvesse mais diálogo e o respeito com o legislativo. Sou coerente com minhas opiniões e convicções e o prefeito deveria se cercar de assessores mais competentes. Que agora em diante a situação sirva de exemplo e funcione como um puxão de orelhas, porque surgiram denúncias da CPI e são graves”, insinuou Zezé do Salão, que apesar do tom de oposição chegou a conversar com Ivar antes da sessão.

Pedro Américo também fez críticas ao comando da administração. “Percebemos que o prefeito é induzido ao erro e ele que paga por ele. A gente perde muito tempo ficando aqui horas e horas por coisas que poderiam ser resolvidas com conversas. Tomara que o prefeito tire proveito desta situação”, alertou.

Mas o desabafo em tom de crítica velada veio do vereador, hoje desafeto político, o vereador Sandro José (PRTB). “Faltou prudência para a situação não chegasse a este desgaste e imbróglio. Isso expõe a nós todos, seja situação e oposição. Faltou sim diálogo com o legislativo e faltou aproximação. Tudo isso poderia ter sido resolvido lá atrás e a situação chegou a este ápice e até poderia chegar a uma cassação porque aqui o julgamento é político. Este é um momento triste para Lafaiete. Houve sim um desvio e deveria haver uma punição que seja branda. Um conselho a você e sei de sua índole, antes mesmo da política, ouça mais e tenha prudência. Não culpo você mas seus assessores que muitas das vezes tomam atitudes sem o prefeito saiba. Muitas das vezes o senhora paga pelo o que não fez”, advertiu Sandro que, mesmo com o tom de crítica, votou pelo arquivamento da denúncia.

A fala do prefeito

Logo após a votação, Ivar recebeu a imprensa. “Eu respeito a divergência e isso é salutar. Acredito que tudo poderia ter sido resolvido antes, mas somos passíveis de falhas”, analisou.

 Fotos:CORREIO DE MINAS

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *