Prefeitura de Congonhas disponibiliza terreno para projeto habitacional

19
Zelinho tem projeto para construção de até 1 mil moradias/Divulgação
Zelinho tem projeto para construção de até 1 mil moradias/Divulgação

O prefeito Zelinho participou da assembleia mensal da Associação dos Municípios da Microrregião Alto Paraopeba (AMALPA), que aconteceu em Ouro Branco, nesta sexta-feira, 24. Durante o encontro, ele e o presidente da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab), Alessandro Marques, assinaram o protocolo de intenção para construção de moradias em Congonhas. Segundo Zelinho, a Habitação é prioridade de seu segundo mandato e a estimativa é de se construir 500 unidades habitacionais no prazo de um ano e meio. O secretário municipal de Habitação, Antônio Eustáquio, também esteve presente ao evento, a exemplo do vereador Vagner Luiz de Souza (Koelhinho).

Os projetos são elaborados com auxílio da expertise da Cohab, mas são aprovados pela Prefeitura, para depois a Caixa – financiadora do empreendimento – aprova-lo. A participação do Governo Municipal no futuro empreendimento imobiliário será a de informar o número de cidadãos interessados em adquirir a casa própria por meio deste programa e oferecer o terreno com infraestrutura.

A Cohab disponibiliza as faixas 1.5, 2 e 3, que são destinadas a pessoas que possuem renda mensal entre R$ 1.600,00 a R$ 9.000,00. As parcelas variam entre R$ 295,00 a R$ 500,00, de acordo da renda familiar. Esta parcela somente começa a ser paga a partir da entrega das chaves.

O presidente da Cohab, Alessandro Marques disse, durante a reunião da AMALPA, que o desenvolvimento  de programas habitacionais de interesse social precisa ser rápido. “Só a rapidez leva esses projetos adiante. Em 12 meses, teremos de realizar a licitação e executar as obras. Nossa intenção é inaugurar os primeiros empreendimentos ainda no 1º semestre de 2018. Já há um núcleo modelo sendo construído na cidade de Passos, no Sul de Minas”, diz.

Sobre o acordo com a Prefeitura de Congonhas, o presidente da Cohab-MG afirma que, “assim que o Governo Municipal nos enviar a análise de demanda, iremos implantar um plano de habitação específico para a cidade. Também em Congonhas, pretendemos acabar com esse ar de preconceito da habitação de interesse social”.

Alessandro Marques informa ainda que a companhia irá lançar em breve um plano de habitação piloto de servidor público de estado e completa: “Orientamos os prefeitos a fazerem também um cadastro de demanda social voltado para os servidores municipais e para os do estado que exercem atividades no Município, como professores, policiais, por exemplo, para que possam se beneficiar desta iniciativa”.

Governo Do Estado lançou programa habitacional aos prefeitos da Amalpa/Divulgação

De acordo com o secretário de Habitação de Congonhas, Antônio Eustáquio, a Prefeitura já disponibilizou um terreno para este empreendimento imobiliário da Cohab. “Já enviamos fotos desta área localizada no início da av. Michael Pereira de Souza, à direita de quem sobe, no Campinho, enviamos fotos para a companhia e vamos apontar novas áreas, com a anuência do prefeito. Agora a Cohab visitará estes locais que apontamos”.

Ainda segundo Antônio Eustáquio, há um estudo de viabilidade em parceria com a Procuradoria de Justiça do Município para que novas leis sejam implementadas para possibilitar a parceria com a iniciativa privada, visando à criação de novos conjuntos habitacionais na cidade.

 “Há uma grande carência em nosso Município. Por isso, pretendemos construir 1 mil unidades habitacionais  neste novo mandato, sendo que 500 unidades pretendemos construir em um ano e meio, no máximo, por meio da Cohab, mas também pelo programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, e outros programas que forem acessíveis ao cidadão congonhense. Além de oferecer moradia a preço mais em conta, programas como estes geram emprego neste momento difícil da economia brasileira”. Segundo a Cohab, caberá ao Município apontar a mão de obra para edificação do empreendimento, quando este estiver para entrar em execução.

A Cohab também contribuirá com os municípios com relação à regularização fundiária. O prefeito Zelinho já orientou sua equipe a buscar informações de como Congonhas pode se beneficiar de mais esta ajuda.