Prefeitura e MRS vão desenvolver 8 projetos para melhorar segurança e revitalização da malha ferroviária em Congonhas

10

A Prefeitura de Congonhas e a MRS assinaram um protocolo de intenções que visa a, juntas, promoverem melhorias no prolongamento da linha férrea da concessionária. Além de se tratar de uma ação de relacionamento entre a empresa e a cidade, a parceria iniciada nesta quinta-feira, 17, pretende evitar acidentes e o uso indevido das margens da ferrovia, até mesmo como depósito de lixo. A maioria das propostas de intervenção em análise partiu da própria comunidade.

Projetos vão trazer segurança a malha ferroviária que corta Congonhas, uma das maiores operadas pela MRS

Participaram do encontro o prefeito Zelinho e a secretária de Obras, Rosemary Benedito, pela Prefeitura, além do consultor, Sérgio Henrique Carrato, a analista de Relacionamentos com Comunidades, Thatiane Miranda, o analista de Relações Institucionais, Gabriel Guedes, e Paulo Sérgio Pereira, especialista ferroviário, pela MRS. Este protocolo de intenções é o primeiro passo no sentido de celebrar de um convênio para cada ação que for selecionada pela parceria. Estes podem ser firmados até 2020.

A secretária de Obras da Prefeitura, Rosemary Benedito, explica que “o objetivo desta parceria é oferecer mais proteção para as pessoas que precisam cruzar a linha férrea. No primeiro momento, serão desenvolvidas oito obras, cuja lista divulgaremos nas próximas semanas”.

As áreas técnicas da Prefeitura e da MRS estão realizando um estudo que apontará estas ações prioritárias de elevação da qualidade de vida dos moradores no que se refere às interferências da empresa na cidade. Depois disso, haverá outra avaliação para se chegar aos pontos que poderão receber melhorias. “Em um primeiro momento, enfrentamos as necessidades mais básicas, revitalizando os espaços de interferência viária e de acesso a pedestres, como transferência de pontos de ônibus de transporte público para onde haja um caminho seguro para a população atravessar sobre a via férrea, em veículos de passeio ou a pé; revitalizando os espaços de travessia; realizando melhorias nas sinalizações com pinturas ou placas; e a partir daí, em caso de urgência, passando às análises subsequentes”, explica Gabriel Guedes, analista de Relações Institucionais da concessionária.

Congonhas é um dos municípios com maior trecho de malha ferroviária da MRS. Ele corta inclusive a área central da cidade. “Por isso buscamos este fortalecimento dessa coexistência saudável. A ação junto aos municípios de maior interface de operação ferroviária da MRS busca melhor interação com as comunidades locais e administrações municipais. Propomos convênios como o que iremos assinar em breve com Congonhas, visando principalmente a reduzir impactos e aperfeiçoar as condições de coexistência da operação ferroviária, levando em conta preceitos de segurança para a comunidade e a operacional”, conclui Gabriel.