Sabatinas e debates vão definir os rumos das eleições mudando a posição dos indecisos

8

No próximo, dia 29 de setembro, termina o horário eleitoral gratuito no rádio e na TV. A partir daí as eleições estão a menos de 4 dias para decidir que vai administrar a cidade até 2020. O número é simbólico e remete a certo esoterismo.

Até então os candidatos concentraram suas campanhas e estratégias na “sola do sapato” e nas redes sociais. Ao certo, a semana é marcada por debates e sabatinas e a eleição entrou na reta final de definição. Ontem, na Faculdade de Direito (FDCL) ocorreu mais um debate dos 3 previstos para até quinta feira, dia 29.

Os 4 candidatos se fizeram presentes e público prestigiou o evento. Não houve confrontos diretos, segundo o site Fato Real, “mas em diversas ocasiões houve indiretas entre eles”.

Direção da FDCL, organizadores e candidatos a prefeito e vice
Direção da FDCL, organizadores e candidatos a prefeito e vice

Mário Marcus (DEM), Benito Laporte (PROS) e Ivar Cerqueira (PSB) responderam perguntas espinhosas vinda das redes sociais e os 3 passaram por “saia justa”.

Hoje à noite acontece um novo debate entre os 4 prefeitáveis voltam a se encontrar. O evento será promovido pelo SindComércio e o jornal Correio da Cidade. Com a chegada da eleição, o clima de disputa vai aumentar e deve haver confronto.

Na quinta feira, dia 29, entre 17 às 19 horas acontece o último e decisivo debate no qual os candidatos vão se confrontar entre si com perguntas de temática livre como também vão responder questionamentos dos internautas. Até agora o nível da campanha transcorreu dentro dos limites da democracia como sendo o último debate o confronto deve ocorrer. Será a última chance de colocar em xeque o que o adversários defende propõe. O debate é uma promoção da Rádio Queluz e o jornal e site CORREIO DE MINAS. O site Lafaiete Agora é parceiro da iniciativa e o debate vai ao ar pelas ondas da Rádio Queluz FM.

Grande público acompanhou a sabatina
Grande público acompanhou a sabatina

Alguns garantem que os indecisos passam de 40%, isto, dos 91.750 votos, pelo menos 36 mil estão na corda bamba ainda sem saber qual candidato será o depositário de sua confiança e na esperança em uma cidade melhor.

Os debates serão decisivos para a escolha do eleitor.

Fotos: Fato Real