Secretário convoca Copasa e mineradora para por fim ao problema de água no Pires; Ferro+ garante normalidade em suas estruturas

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Nascente João Batista, conhecida como “Boi na Brasá”, passou hoje pela limpeza/REPRODUÇÃO

O Secretário Municipal de Meio Ambiente de Congonhas, o ambientalista Neylor Aarão, convocou a empresa Ferro+ e a Copasa para participar de uma reunião no próximo dia 26 (quinta-feira), às 10:00 horas, na sede da Prefeitura de Congonhas, para tratar do abastecimento de água da comunidade do Pires.

Desde sexta feira, os moradores convivem com o abastecimento comprometido já que a nascente “boi na brasa” foi contaminada com lama de minério. O evento foi ocasionado pelo excesso de chuvas na sexta feira dia 20/19 (120mm em uma hora). Nas casas, os moradores, reclamam com a água barrenta que chega as residências. Hoje (22), pela manhã, moradores do Pires se juntaram em um mutirão para limpar a nascente.

Segundo o Secretário, na reunião serão definidas medidas para a solução definitiva de captação de água da comunidade, analisando a possibilidade e disposição de perfuração de um poço profundo para garantir garantir o abastecimento da comunidade dentro dos padrões de potabilidade legalmente exigidos. “Toda vez que chove acontece este problema no abastecimento. Quero que apresentem uma solução definitiva, inclusive convidamos a associação do bairro para participar deste encontro”, assinalou Neylor.

A Ferro + ampliou a oferta de água através de caminhões pipa e distribuição de galões. Neste momento, a comunidade é abastecida apenas com caminhões pipa.

 

 

Ferro + descarta rompimento de barragem

O excesso de chuva também provocou a interdição parcial da rodovia BR 040 na tarde de sexta feira. O excesso de chuva transformou as pistas em um rio de lama, ocasionado perigo aos motoristas.

Excesso de água levou barro de minério a mina que abastece o Pires/REPRODUÇÃO

Nas redes sociais, os internautas divulgam vídeos relatando a possibilidade de rompimento de barragem, fato descartado pela Ferro+ e Neylor Aarão, já que a mineradora não possui este tipo de estrutura para tratar seus rejeitos. O Parque da Cachoeira também foi atingido com água barrenta.

Em nota enviada a nossa redação, a mineiradora esclareceu a situação. “Esclarecemos através deste comunicado que tem circulado pela internet vídeos, fotos e boatos de um possível rompimento de um dique de contenção de sedimentos na mina Ferro+ que NÃO É VERDADE.

O ocorrido no dia 20/12/2019, última sexta-feira, por volta de 16 horas, foi um evento chuvoso VIOLENTO com precipitada de 120 mm em uma hora. Com isso, a água acumulada pela BR-040 foi direcionada para o interior do dique de contenção de sedimentos da empresa, que suportou o evento sem problemas. No entanto, a água excedente passou pelo vertedouro e foi direcionada para a galeria da BR-040 em seu curso normal e, essa estrutura não conseguiu dar vazão ao volume de águas, alagando assim a entrada da mina e a própria rodovia a jusante.

Posto os fatos, informamos que todos os órgãos estão cientes da situação, principalmente a Agência Nacional de Mineração – ANM, a Fundação Estadual de Meio Ambiente – Feam e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Congonhas.  Aproveitamos o momento para reafirmar que a Ferro+ NÃO possui barragens de rejeitos”.

 

Leia mais:

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

2 comentários em “Secretário convoca Copasa e mineradora para por fim ao problema de água no Pires; Ferro+ garante normalidade em suas estruturas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *